Sponsor

Livro : Coisa Que Toda Garota Deve Saber

Ola meninas!O post de hoje, é um livro que é bem para as leitoras deste blog,tem o link do livro para download abaixo e depois o livro completo para você ler aqui mesmo,vou logo avisando este livro e bem grande então eu aconselho vocês a fazer o download.
                            
                                           BOA LEITURA!

                                        DOWNLOAD




                     Quando você se torna adolescente, a vida não é benevolente.
                      Suas glândulas sebáceas enlouquecem e montes de pêlos
                                               aparecem!
          As roupas ficam justas... e o estrogênio surge: você fica coberta de espinhas, e o sexo urge! O sutiã vem junto com o desodorante e a depilação, e você percebe, num impulso, que seu comportamento é só emoção. Mas logo se acalmam seus hormônios, e você descobrirá, brevemente, que não é viver com os demônios ser uma adolescente!
                 
                                        Por Samantha Rugen
                                             
                                                            Capítulo 1
                                             SAUDÁVEL E FELIZ
Água viva
Seu corpo é uma máquina extremamente complexa e regulada com precisão. É necessário
um bocado de atenção para que ele funcione sem problemas 24 horas por dia, 365 dias por
ano, durante cerca de 70 anos (normalmente) sem parar! Dois terços do corpo são
compostos de água. Esta é eliminada (alguns copos por dia) pelo suor e por idas ao
banheiro, precisando ser reposta regularmente. Na realidade, é possível sobreviver sem
comida por semanas, mas sem água você duraria apenas alguns dias. A água também
colabora para que você tenha um aspecto saudável, é extremamente benéfica para o
organismo, pois em sua passagem pelo corpo ela carrega todos os venenos (toxinas)
consigo, que são eliminados juntamente com a água pelo suor e pela urina. Procure beber
diversos copos de água por dia.
 Bela Adormecida
O sono é outro fator muito importante para a sua saúde. Sendo adolescente, você pode
precisar de mais horas de sonos do que qualquer outra pessoa de faixa etária diferente. Você
fica cansada porque está crescendo física e emocionalmente, numa velocidade muito rápida.
Se tiver sorte e seus familiares deixarem que você durma, aproveite o luxo. Procure dormir
pelo menos de sete a oito horas por noite, todas as noites. Contudo, adolescentes que
descobriram a vida social ou que estudam até tarde da noite podem se sentir inclinados a
negligenciar as necessidades de seu corpo. No dia seguinte eles ficam:

• irritadiços;
• sem capacidade de se concentrar;
• com os reflexos lentos;
• depressivos;
• mal-humorados.

Além disso, olheiras pretas vão aparecer sob os olhos inchados, o que resultará num visual
nada atraente! O sono é a melhor forma de descanso que seu corpo pode ter, permitindo-lhe
“se desligar”, de forma que:

• os músculos relaxam;
• a pele pode se renovar;
• a taxa de batimento cardíaco diminui;
• os reflexos e a dor param quase que completamente;
• a atividade cerebral diminui mas não pára totalmente, fazendo com que todas as pessoas
tenham de dois a três sonhos por noite.

Contando carneirinhos
Algumas pessoas têm dificuldade para dormir, e a insônia às vezes é muito irritante. Se
você tem esse problema, evite chocolate, café ou queijo próximo à hora de dormir. Café e
chocolate contêm muito estimulante que a manterá acordada. Queijo contém muita gordura,
e não é digerido facilmente; assim, o corpo tem de trabalhar mais para digeri-lo, o que pode,
também, causar-lhe pesadelos. Evite refeições ou exercícios pesados antes de ir para a
cama, pois seu corpo estará estimulado a diferir comida ou agitado pelo exercício. Se você
costuma estudar até tarde procure estabelecer uma rotina relaxante após o estudo, para que
possa “diminuir a rotação” do seu motor.
     
     Sabedoria popular:
“É sempre bom tomar um copo de leite quente para ajudar a dormir”.

Isto, de fato, é verdade, embora possa não funcionar para algumas pessoas.
                                 
DICAS PARA SONHOS PERFEITOS
Se você tiver problemas para dormir, experimente as seguintes sugestões:

• Tome um banho quente; isso a ajudará a relaxar. Se tiver banheira, acrescente um pouco
de óleo aromático à água para obter um efeito mais rápido.
• Faça ioga ou outros exercícios de relaxamento, como inspirar profundamente e soltar o ar
devagar.
• Pense em cada um dos músculos, desde os dedos dos pés até a cabeça, relaxando-os.
• Conte carneirinhos – ou garotos (mas isso pode ter efeito contrário!).
• Não deixe que a falta de sono a preocupe. Isso só vai fazer com que você fique ainda mais
acordada.
                                             
Alimente esta ideia
Cuidar de você mesma inclui cuidar do que você come. Se desejar ter uma boa aparência,
você deve comer bem. Isso significa seguir com regularidade uma dieta equilibrada,
composta de alimentos saudáveis. O melhor é, realmente, fazer três refeições por dia.
É importante que a sua alimentação tenha um alto valor nutricional, pois as coisas que
frequentemente comemos, como os “lanchinhos”, por exemplo, não o contêm. Assim, você
deve evitar que os lanches ocupem o lugar da alimentação boa e saudável.
Numa dieta equilibrada, é preciso comer, todos os dias, os alimentos dos seguintes grupos:

• carne, peixe ou alternativas como feijão, soja, arroz, castanhas;
• leite e laticínios (queijo, iogurte);
• pão, cereais, macarrão;
• vegetais;
• frutas.

Mesmo que você deixe de comer alimentos de apenas um desses grupos, isso significará
que não está comendo corretamente.
                                                   
 Dietas
Milhões de mulheres participam de uma batalha contra o excesso de peso (que
freqüentemente não existe). E muitas delas lutam por toda a vida. As mulheres sentem-se
pressionadas a ser tão perfeitas quanto às imagens veiculadas pelos meios de comunicação
em todo o mundo. Normalmente, existe pouca ou mesmo nenhuma razão para uma
adolescente perder peso. Lembre-se: existe algo conhecido como “gordura jovem”; você
pode estar descontente com seu peso e suas proporções agora, mas, ao crescer, seu corpo se
torna naturalmente mais esbelto. Mesmo assim, existe muita gente acima de seu peso ideal.
Se você quiser mesmo fazer dieta, tenha cuidado:
         
 1) A dieta mortal
Sendo a alimentação uma grande preocupação para muitas garotas, doenças sérias como a
anorexia nervosa e a bulimia são bastante comuns. Essas doenças, não raros, surgem de
dietas aparentemente inocentes, que então se transformam em obsessão no que se refere á comida. A anorexia nervosa faz com que você se convença de que está gorda, embora a
maioria das vítimas dessa doença seja muito magra.
Ela pode levar á internação hospitalar e a um longo processo de recuperação, ou até mesmo
à morte. A bulimia caracteriza-se pela gulodice, conseguindo-se manter o peso baixo de
duas maneiras: a) induzindo vômitos, de forma que a comida nunca chegue ao estômago; b)
tomando-se laxantes, para que a comida passe direto pelo organismo sem tempo de ser
digerida. A bulimia também pode tornar necessário o tratamento hospitalar. É comum que
anoréxicos (pessoas que sofrem de anorexia) se tornem bulímicos e vice-versa.
                                       
Sabedoria popular:
“Quando você termina uma dieta, logo recupera todo o peso e engorda mais”.

Se você realmente fizer dietas radicas do tipo “tome um shake”, “tome um comprimido” ou
“coma ameixas por três semanas”, o dito popular pode ser verdadeiro. Dietas radicais fazem
com que o corpo não receba os nutrientes que ele realmente necessita. Assim, quando o
corpo volta a receber alimentos normalmente, ele armazena esses nutrientes na forma de
gordura para futuras emergências, fazendo com que a dieta tenha efeito inverso.
                                           
  2) A dieta definitiva
O único modo garantido de perder peso é comer menos – e de forma racional - e fazer
bastante exercício. Corte o açúcar e as comidas gordurosas (que normalmente são ingeridas
como lanche), e em seu lugar coma muitas frutas e vegetais. Diminua a quantidade de carne
vermelha que você come, trocando por carne branca e peixe (é claro que, se você for
vegetariana, isso não se aplica a você). Se puder combinar alimentação racional com
grandes quantidades de exercício saudável como natação, caminhadas ou aulas de ginástica,
você sentira os quilos extras se derreterem. Somente os cuidados com a alimentação não são
suficientes: você pode morrer de fome, mas sem atividade física seu coro continuara tendo
pontos flácidos.
Lembre-se, contudo, de que você pode estar com o peso adequado. Repare na sua família.
Você pode ter herdado “ossos pesados” (uma estrutura grande) ou uma propensão a ser
mais pesada do que gostaria.
As pessoas mais atraentes do mundo são ativas, saudáveis, energéticas, e algumas delas
estão, conforme os meios de comunicação as classificariam, com o “peso acima da média”.
                                                     
EXERCÍCIOS
Os exercícios são um componente essencial para uma vida saudável, e normalmente são
obrigatórios no currículo escolar de todos os adolescentes. Contudo, algumas aulas de
ginástica por semana não são suficientes, e é uma boa idéia fazer mais aulas de exercício
fora da escola – quanto mais, melhor! Aulas de aeróbica e step podem ser uma boa escolha
para a adolescente pouco esportista, mas existem centenas de outras atividades para
escolher. Se você não sabe por qual delas optar, tente natação: é excelente como exercício
geral, sendo famosa por trabalhar todos os músculos do corpo.
Ciclismo também é muito bom, tendo a vantagem adicional de ser uma meio barato para se
locomover de modo independente.
Procure também fazer exercícios ao ar livre, todos os dias, ainda que sejam apenas
caminhadas. Isso evita aquele aspecto pálido, pouco saudável, de quem nunca vê a luz do
sol.
Três tentações que podem ser pecado: álcool, drogas e cigarro
Os adolescentes devem conhecer tudo quanto for possível a respeito desses três “pecados”. ÁLCOOL
Cerca de 90% da população adulta consomem álcool com freqüência. Embora seja ilegal
menores de 18 anos beberem em publico, muita gente experimenta bebidas alcoólicas no
começo da adolescência. Se possível, esteja na companhia de seus pais quando for beber
pela primeira vez. Um pouco de vinho misturado com água, quando você e seus pais
acharem que é o momento correto, é uma boa forma de descobrir qual o gosto de bebidas
alcoólicas. O efeito do álcool pode ser sentido muito rapidamente, dependendo:

• de quanto tempo faz que você comeu algo;
• de quanto você bebeu;
• da frequência com que você bebe;
• da rapidez com que o drinque foi bebido;
• do peso do seu corpo.

ÁLCOOL
Sendo uma adolescente, seu corpo não está acostumado com álcool, de modo que os efeitos
podem ser assustadores. Beber de forma moderada pode deixá-la relaxada e feliz. Em
excesso, pode deixá-la sem coordenação, com a fala atrapalhada, sem equilíbrio, com
vontade de vomitar, e ate levá-la a morte! É possível, também, que você diga e faça coisas
que normalmente não faria. Essas coisas podem voltar mais tarde para assombrá-la! Se você
esta pensando em beber num futuro próximo, lembre-se de comer algo ou de tomar um
copo de leite antes de ingerir álcool, e respeite seu próprio ritmo. Beber água após o álcool
ajuda impedir a desidratação, que é a causa da ressaca.
                                           
  DROGAS
As drogas podem fazer você se sentir melhor momentaneamente, mas podem também
trazer-lhe problemas a longo prazo, principalmente as drogas que causam dependência. Elas
também costumam levar as pessoas à falência – porque são ilegais, são caras. É melhor que
você gaste seu dinheiro com algo que valha a pena. Procure saber mais a respeito dos
diferentes tipos de drogas existentes e quais são os seus efeitos.
                                                         
 CIGARRO
Existe uma droga usada com muita naturalidade; é mais aceita do que qualquer outra, e
causa mais de três milhões de mortes prematuras por ano no mundo: o cigarro. A maioria
das pessoas começa a fumar na adolescência. O cigarro é uma droga legal utilizada por
cerca de 35% da população. Quem fuma acredita que os cigarros:

• reduzem o apetite;
• cortam a ansiedade e o estresse;
• são relaxantes.

Eles também causam muita dependência, são caros e prejudiciais a saúde de quem fuma e
de quem está ao redor dos fumantes. Há evidências cada vez maiores de que os fumantes
passivos podem contrair as mesmas doenças (que envolvem, principalmente, problemas no
coração e nos pulmões) que os ativos, sem que tenham feito por merecer. Assim, caso seus
pais ou pessoas com quem se relaciona fumem, dê a eles essa informação.
Em alguns grupos, os adolescentes são pressionados a fumar, a beber e a usar drogas, só
para parecerem “legais” e entrosados. Lembre-se, você é mais legal quando se conhece,
sabendo o que quer ou o que não quer e tendo a capacidade de manter seus pontos de vista, apesar de haver possíveis discordâncias e pressões contrarias. Seus amigos devem respeitar
você e as suas vontades. Se não o fizerem, é porque não são seus amigos!
Talvez você não se preocupe com o que o álcool, as drogas e o fumo provocam dentro de
você. Afinal, você não pode ver. Mas pense no que eles fazem com sua aparência. Álcool
em excesso faz com que veias arrebentem, alem de causar manchas na pele e de ser um
modo garantido de engordas. Os fumantes têm dentes manchados, a pele deles envelhece
mais rapidamente e eles têm um hálito terrível, o que não agrada a ninguém. As drogas
podem arruinar totalmente sua aparência, especialmente se você se tornar tão dependente
que o importante seja apenas conseguir mais drogas, sem se importar com sua própria
saúde.
                                                         
                                                             Capítulo 2
                                          MENSTRUAÇÃO SEM PROBLEMAS

Menstruação – palavra assustadora
A simples menção a palavra “menstruação” pode fazer muitas garotas se derreterem de
medo. Mesmo quando ela é mencionada em código, como “chico”, “aqueles dias”,
“lua”, “paquete”, não há como escapar do embaraço. Contudo, não existe razão para
tanto. Falar a respeito desse “milagre da natureza” não deveria ser tabu, já que cerca de
50% da população passa por isso. Quando você realmente pensar no que esta
acontecendo “lá embaixo” a cada quatro semanas (aproximadamente), vai querer contar
vantagem e deixar o outro sexo com inveja. O corpo dos meninos não lhes permite
produzir outro ser humano! (se eles pudessem fazê-lo, tenha certeza de que a
menstruação seria o único assunto sobre o qual conversariam!).
No século XIX, a idade media para uma garota começar a menstruar era 17 anos. Hoje,
devido a uma alimentação melhor, a media é 12 anos. Durante toda a sua vida, você ira
menstruar entre 300 e 500 vezes, cada uma das menstruações durando entre dois e dez
dias, separadas por períodos de 20 a 40 dias.
                                       
A culpa é dos hormônios
O que está acontecendo exatamente? A culpa é dos seus hormônios. Durante a
puberdade eles aparecem do nada e ficam enlouquecidos! Seu útero, dentro do seu
corpo, prepara-se para abrigar um bebê. Se você deseja um ou não, não importa! Isso
significa que seu corpo libera um óvulo pelas trompas de Falópio; o óvulo viaja então
ate o útero, na esperança de encontrar um espermatozóide masculino e ser fertilizado.
Se tudo der certo, o útero será um lar acolhedor para o óvulo fertilizado durante nove
meses.
Se, contudo, espermatozóide e óvulo não se encontrarem por algum motivo – por
exemplo, porque você não teve relações sexuais, ou teve mas usou corretamente algum
anticoncepcional -, você menstruará. Tal fato envolve o útero mais uma vez. Esse órgão,
que esperou pacientemente pelo óvulo fertilizado, percebe que está perdendo tempo (já
que não houve fertilização), e então expulsa o óvulo e a camada de mucosa que o
abrigava. Tudo isso aparece como sangue, que nem sempre é de um vermelho vivo
como se espera.
                                                             
 A primeira vez
E então, já veio para você? Esse jogo de espera pode ser traumático para muitas garotas
que se sentem deixadas para trás nesse processo de “se tornar mulher”. Se você percebe
que seus hormônios são incapazes de qualquer outra coisa alem de produzir espinhas,
não se preocupe – e isso é um conselho medico verdadeiro. O estresse pode ser
prejudicial ao corpo das garotas, atrasando a menstruação. Esta normalmente aparece
mais cedo, mas, se você chegar aos 16 ou 17 anos sem ainda ter menstruado e ficar
preocupada, procure um médico. (o estresse continuará a influenciar em seu ciclo por
toda a vida. Frequentemente, ele pode provocar atraso ou adiantamento da
menstruação.)
A sua primeira menstruação provavelmente será marrom, e, no futuro, o começo e o
final de cada período terão um fluxo pequeno, que também parecera marrom. As
primeiras menstruações podem ate mesmo parar logo depois de vir, recomeçando após
um dia ou dois. Elas vão demorar um pouco para se ajustarem e assumirem uma rotina
previsível, o que significa que, por algum tempo, você pode ficar sem saber qual é o seu
ciclo exato.
                                             
 Esteja preparada
O lema de todos os Manuais para Garotas é “esteja preparada”. Este deveria ser também
o lema de toda adolescente, pois é um bom conselho com relação à menstruação.
Procure sempre carregar consigo um absorvente higiênico, pois você nunca sabe quando
pode ser peã de surpresa, mesmo que a sua menstruação ainda não tenha começado.
A primeira vez geralmente é inesperada. Já que a menarca (primeira menstruação)
aparece para garotas de idade entra 10 e 16 anos, fica difícil fazer previsões! Não se
preocupe demais. A menarca tende a ser bem suave, principalmente no primeiro dia, de
modo que não é provável que vaze. Se você já começou e menstruar e acha que a
próxima menstruação está para acontecer, use um absorvente higiênico, pois mesmo
uma pequena mancha na roupa pode ser muito embaraçosa. Com certeza é melhor estar
prevenida do que arrependida.
                                 
DIFERENTES FORMAS DE PROTEÇÃO HIGIÊNICA
Que tipo de absorvente você deve usar? É só procurar numa farmácia para ser
bombardeada com uma grande variedade de marcas, tamanhos e formatos de
absorventes higiênicos. A variedade vai do “colchão duplo de luxo” ao “linha de
proteção discreta”; do “interno para fluxo pesado tipo Foz do Iguaçu, com aplicador”,
ao “interno microscópico, sem aplicador”. A escolha é sua.
                                       
 Absorventes externos
Em sua primeira menstruação, o mais sensato é usar um absorvente externo. Não há
muito manuseio envolvido em sua colocação, o que é bom, pois você provavelmente
estará um pouco atrapalhada. Simplesmente retire a ficta de proteção do adesivo e
grude-o na calcinha. Em pouco tempo você encontrará a forma certa para colocá-lo na
posição mais confortável.
Os fabricantes sugerem a troca de absorventes a cada três ou quatro horas, mas você
pode descobrir que esse tempo é muito longo. Se você se sentir desconfortável, é porque
provavelmente a hora da troca chegou. Por outro lado, não espere muito tempo para
trocá-lo, pois poderá sentir um cheiro desagradável, e até vazamentos podem ocorrer. É
muito simples se desfazer de um absorvente usado. Simplesmente enrole-o em papel
higiênico e, se preferir, coloque-o dentro de um saquinho plástico para preservar sua
“intimidade”. Atenção: não jogue absorventes usados dentro do vaso sanitário, pois isso
poderá provocar entupimentos.
Recentemente houve uma revolução no setor dos absorventes, e estes se tornaram muito
mais finos e eficientes. Eles estão bem mais confortáveis do que costumavam ser.
                                                                       
 Absorventes internos
Se os externos não lhe agradam (ou se você quiser nadar, por exemplo), existe a
alternativa dos absorventes internos. Eles são um fenômeno dos tempos modernos, sem
o qual muitas mulheres não conseguiriam viver! Cumprem a mesma função dos
externos, mas ficam localizados dentro do seu corpo.
Existe uma certa arte na utilização dos absorventes internos, e você pode demorar um
pouco para dominá-la. A palavra-chave para o sucesso é: relaxe. Se estiver tensa, os
músculos de sua vagina também ficarão, e você estará lutando em uma batalha perdida!
Uma boa idéia é se trancar no banheiro com uma caixa de absorventes e praticar
(quando tiver tempo) ate sentir que os está introduzindo da forma correta.
Eles podem vir com ou sem aplicador – um tubo que contem o absorvente e que permite
introduzi-lo exatamente onde deve ficar. Até que você esteja à vontade com seu próprio
corpo, talvez os absorventes internos com aplicador sejam os mais indicados. O problema é que você tem de se livrar do aplicador. Mais uma vez, o mais fácil é jogá-lo
no lixo do banheiro. Caso não queira que as outras pessoas da casa (ou do colégio)
saibam que você aplicou um absorvente, o truque de enrolar o aplicador em papel
higiênico (e ate num saco plástico) também pode servir. O absorvente interno sem
aplicador não oferece esse problema, alem da vantagem adicional de poder ser
facilmente escondido dentro da mão fechada!
Quando o absorvente estiver dentro de seu corpo. Você não deve sentir nada. Caso
contrário, é porque não esta na posição correta – provavelmente deveria estar mais “para
dentro”. Não se preocupe em colocá-lo “muito” para dentro, pois ele ira parar quando
for impossível ir mais alem. É praticamente impossível perder um absorvente. Um fio
fica pendurado do lado de fora do corpo, para ser puxado com delicadeza quando for a
hora de retirar o absorvente.
Se você tiver de fazer força para retirar o absorvente, é porque ainda não é a hora.
Conforme o fluxo menstrual preenche o absorvente, este vai ficando mais pesado,
estando mais propenso a sair. Puxe o fio para baixo, na direção de seus joelhos.
É comum esquecer os absorventes dentro do corpo. Pois eles são muito confortáveis.
Contudo, não é recomendável usar o absorvente por mais d e quatro horas sem trocá-lo (
embora, na verdade, ninguém siga essa recomendação). Mas procure seguir essa regra,
pois em caso contrario você pode ter de enfrentar vazamentos e ate mesmo infecções,
em circunstancias extremas. Por essa razão, os absorventes internos não são muito bons
para usar a noite, a menos que seu sono seja leve! Poderão acontecer acidentes sujando
a calcinha e os lençóis. É difícil fazer a coisa certa o tempo todo, mesmo após anos de
menstruação. E não jogue, simplesmente, suas roupas sujas de menstruação no cesto.
Lave-as com água fria e um pouco de sabão primeiro, senão poderão ficar manchadas.
Se você ainda estiver em duvida quanto a qual absorvente utilizar, existem instruções
boas e fazeis de ler nas embalagens de todas as marcas. E se mesmo assim você sentir
dificuldades, converse com sua mãe ou com uma amiga.
                                       
O que é melhor para você?
Como decidir pelo “duplo de luxo” ou pela “proteção discreta”? Interno ou externo?
Todas nos sentimos estar perdendo litros de hemoglobina (sangue), quando na realidade
é apenas uma colher de sopa. Como avaliar se a sua “colher de sopa” necessita de
proteção pequena, media, grande ou extra? Na realidade, é provável que você precise de
todos os tipos de proteção durante cada menstruação! No primeiro e no segundo dia, o
fluxo normalmente é mais intenso. Nos últimos dias ele diminui, e é melhor usar
absorventes externos, pois os internos podem ser desconfortáveis nessa situação. É uma
boa idéia usar alguma proteção pouco antes e pouco depois da menstruação, já que
podem ocorrer vazamentos. Não vai demorar muito até você ser capaz de avaliar qual o
seu fluxo normal. Mas, até lá, não corra riscos. Temos uma tendência a perder menos
sangue a noite, porque estamos inativas; esse também é o maior período de tempo em
que você ficara sem trocar o absorvente, e, quando se levantar o sangue vai descer em
quantidade.
Leve isso em conta ao escolher o tipo de absorvente, ou então você vai correr para o
banheiro absolutamente em pânico.
                                                 
 A dor disso tudo
Embora os ciclos mensais sejam, normalmente, bastante simples, muitas mulheres
sentem desconforto e dor. Dores menstruais geralmente aparecem na forma de enjôos e
cólicas abdominais. Você pode se sentir mal, mas muita dos não é natural. S e ocorrer
um desconforto muito grande, é aconselhável uma visita ao medico. A solução mais obvia para diminuir a dor é tomar um analgésico. Existem, também, “remédios” para
dores menstruais, até mesmo homeopáticos. Mas lembre-se: sempre consulte seu
medico antes de ingerir medicamentos. Se estiver em casa, coloque uma bolsa de água
quente no abdome; isso pode ajudar em alguns casos. Acredita-se, também, que
exercícios suaves funcionem muito bem contra a dor, embora provavelmente sejam a
ultima coisa que você terá vontade de fazer.
                                                                 
 TPM
Uma ou duas semanas antes desse tão falado acontecimento, muitas mulheres passam
por uma transformação mental do tipo “O médico e o Monstro”, juntamente com algum
desconforto físico. Verifique se você sofre com algum dos itens abaixo:

• depressão;
• surgimento de espinhas;
• irritabilidade;
• impaciência;
• mau humor;
• propensão a chorar;
• calores;
• estômago embrulhado;
• seios doloridos.

Se você sofre com um ou mais sintomas desses itens, então provavelmente esta entre os
75% de mulheres que sofrem de TPM (tensão pré-menstrual). Mesmo se não notar
qualquer mudança pessoal, você pode descobrir que certas pessoas ao seu redor
percebem, embora algumas mulheres não levem isso em conta! Também é interessante
notar que metade dos crimes cometidos por mulheres acontecem nesse período de TPM.
Quando atingir a chamada “meia-idade” (cerca de 50 anos), você poderá suspirar de
alivio, pois os ciclos menstruais já terão quase acabado. O termino definitivo da
menstruação da inicio a um período chamado “menopausa”, que marca o fim da
capacidade feminina de gerar filhos. Muitas mulheres vêem isso como uma confirmação
de que esta envelhecendo. Porem, as coisas não são assim tão simples. Os hormônios
voltam a cena mais uma vez e, menina, que festa eles fazem!!!
                                                   
                                                      Capítulo 3
                                                  PELE DE PÊSSEGO
Pele protegida
É extremamente importante que, dede nova, você comece a tratar sua pele com o
respeito que ela merece. A pele não é apenas algo que segura seus ossos e músculos no
lugar; é muito mais complexa que isso! Ela é formada de duas camadas principais: a
epiderme, a pele externa, que você vê; e a derme, a camada interna, que fica sob os
pelos do corpo. Na derme existem vasos sanguíneos, glândulas sebáceas e uma camada
de gordura corporal. A pele é um reflexo da saúde como um todo. Se você não estiver
saudável, ela também não terá uma aparência sadia. Você precisa comer adequadamente
e alimentar sua pele com as vitaminas e nutrientes adequados (veja capitulo 1).
A epiderme varia consideravelmente, de acordo com sua localização no corpo. Compare
a pele do nariz com a do joelho. Uma é normalmente mais oleosa, e a outra mais seca.
A superfície da pele fica inacreditavelmente suja durante o dia. Não é somente
trabalhando numa mina de carvão que você ira receber sujeira e poluição do ambiente.
Mas, alem da sujeira que recebe, você mesma produz uma boa quantidade dela. Essa
sujeira é menos obvia, mas vem na forma de transpiração e oleosidade produzida por
suas glândulas sebáceas.
     
A temida espinha
Cravos e espinhas – todos são formados quando as glândulas sebáceas, logo abaixo da
epiderme, produzem oleosidade demais, obstruindo o folículo e originando:

a) um cravo preto.
Se o folículo estiver aberto, a oleosidade serra exposta ao ar, que a
torna preta. É assim que o cravo é formado. Todo mundo tem cravos, que somente são
visíveis quando a oleosidade é muito grande. Quando um deles infecciona, transformase
em espinha, normalmente com pus.

b) um cravo normal,
 que se forma da mesma maneira que o cravo preto, só que é
coberto por células mortas. Como o ar não atinge a oleosidade, ele não fica preto.
                                               
Como evitar espinhas
Prevenir é melhor que remediar. Assim, mantenha a face tão limpa quanto possível. Use
um sabonete especial para o rosto, caso tenha uma pele problemática.
                                                       
Sabedoria popular:
“Comer chocolate e batatas fritas dá espinha”.
Isso é verdadeiro e falso ao mesmo tempo. Podemos culpar um hormônio chamado
androgênio por causar espinhas. Ele esta sempre presente, em doses variáveis. E, se
houver muito androgênio no corpo, ele pode estimular a produção de óleo nas glândulas
sebáceas, fazendo surgir espinhas.
Porém, caso sua alimentação seja composta de muito açúcar e gordura, sua pele tende a
sofrer, pois ela não esta recebendo o coquetel adequado de vitaminas e nutrientes, o que
a torna vulnerável a formação de espinhas. Se você tocar sua pele após comer coisas
desse tipo, ela pode ficar irritada, provocando espinhas.
                                                   
 FORA, DROGA DE ESPINHA!
A única maneira de se livrar de um cravo (poro entupido) é removê-lo. As indicações a
seguir podem parecer divertidas, mas devem ser encaradas com seriedade, se voce
quiser que essa tarefa seja bem-sucedida.
• despeje água quente numa bacia;

• coloque a cabeça sobre a bacia, utilizando uma toalha para não deixar escapar o vapor;
• cubra os dedos com um pano limpo e aperte suavemente o poro;
• passe água fria no rosto para fechar os poros.

1. prenda o cabelo para trás.
2. despeje água quente em uma bacia.
3. posicione a cabeça sobre a bacia, cobrindo a com uma toalha, para não deixar o vapor
escapar.
4. fique nessa posição por vários minutos, para abrir os poros.
5. ao sair de sobre a bacia, cubra as pontas dos dedos com panos limpos.
6. pressione suavemente a área ao redor do cravo, para que ele saia. Não enterre as
unhas no rosto. Se o cravo não quiser sair, não force, senão poderá provocar irritações e
até cicatrizes.
7. feche os poros passando água fria no rosto.

O ideal é repetir essa operação toda semana, se forma a manter a fisionomia limpa e
reduzir as chances de espinhas se desenvolverem a partir de poros entupidos e
inflamados. A maioria das espinhas some sozinha após cerca de uma semana, mas, se
você não consegue conviver com uma espinha grande e amarela, aja corretamente. Não
esprema com os dedos a menos que estejam limpos ou cobertos com pano. Dedos sujos
só vão ajudá-las a se espalhar. E, sempre após remover cravos e espinhas da forma
correta, passe um adstringente, que é uma loção contendo produtos químicos que
fecham os poros e os mantêm livres de bactérias.
                                           
 A praga das espinhas: acne
A acne vulgar não é apenas uma espinha - é uma colônia inteira delas, que pode cobrir
seu rosto, os ombros e as costas. Na verdade, a acne é uma doença hereditária, que pode
ocasionar cicatrizes se não for tratada. Contudo, existem vários tratamentos, e os
melhores necessitam da prescrição de um médico. Este também pode aconselhar sobre
as melhores dietas para combater a acne.
                                             
Tipos de pele
Para reduzir o número de espinhas, tente identificar seu tipo de pele, para poder cuidar
dela adequadamente. Existem muitos tipos de pele, mas, de modo geral, enquadram-se
em três categorias:
                                                             
 Oleosa
A pele oleosa é a mais propensa a apresentar cravos e espinhas, devido às glândulas
sebáceas hiperativas. Mantenha a pele o mais limpa possível, lavando-a com
regularidade ou sempre que começar a senti-la oleosa. Utilise um adstringente após
limpá-la.
                                                                                                     
Seca
Quem tem pele seca costuma senti-la repuxada, principalmente após lavá-la. Esse tipo
de pele descasca muito facilmente. Em vez de sabonete normal, que geralmente resseca
todos os tipos de pele, é essencial utilizar um sabonete com hidratante. Em seguida,
passe um creme hidratante à vontade.
                                                           
Mista
Esse é o tipo de pele mais comum. Ela é oleosa na testa, no nariz e no queixo (na zona
'T') e seca nas bochechas. Lave o rosto com sabonete para a face, passe adstringente nas
partes oleosas e em seguida um creme hidratante.
                                               
Lavar ou não lavar
A pele da face e do pescoço não deve ser tratada da mesma forma que a do restante do
corpo. Ela precisa de muito mais cuidado e atenção, pois fica exposta ao ambiente. O
processo correto para lavar o rosto e o pescoço não é tão simples como pode parecer.
Há muitas pessoas que não pensam duas vezes antes de pegar um sabonete muito
perfumado pela manhã, passá-lo no rosto, enxaguar e enxugar com uma toalha bem
áspera. Se esse procedimento lhe é familiar, esperamos que após ler os próximos
parágrafos você fique horrorizada com a ideia!
Antes de tudo, você não precisa de sabonete para obter uma pele limpa. Se for utilizá-lo,
prefira um sem perfume e que contenha vitamina E, que é excelente para a pele.
Sabonetes perfumados ressecam todos os tipos de pele, causando rugas com o passar do
tempo. Peles sensíveis, em especial, não reagem bem a sabonetes normais. Em segundo
lugar, a água quente abre os poros. A menos que você deseje que os poros se
mantenham abertos por algum tempo, convidando uma variedade de sujeira a se alojar
na sua pele, é aconselhável fechá-los, o que pode ser feito facilmente: basta passar água
fria no rosto. No inverno isso pode exigir um bocado de coragem, mas sua pele vai se
sentir realmente refrescada. Além do mais, a água fria ajudará você a acordar!
Finalmente, não esfregue a toalha no rosto para enxugá-lo. Sua pele precisa ser tratada o
mais suavemente possível, pois ela está continuamente se renovando e é extremamente
delicada. Além disso, esfregar a toalha no rosto não faz nenhum bem, pois ela é áspera e
remove camadas de pele muito finas. Vá pressionando - não esfregue! - a toalha de leve
no rosto para secá-lo. Pode demorar um pouco mais, mas vale a pena.
Já está envergonhada do modo como tratava sua pele? Você é culpada por um ou mais
crimes descritos acima? Então continue lendo! Existem três regras de ouro que você
deve seguir, se quiser que sua pele tenha um aspecto saudável para o resto da vida.
                                 
 LIMPAR, TONIFICAR E HIDRATAR – TRÊS ATOS VITAIS
                                 
Limpar
Há produtos de limpeza facial na forma de loções, sabonetes líquidos, abrasivos e
cremes. Todos removem o excesso de sujeira na superfície da pele.
Esses produtos são escolhidos, geralmente, por tipo específico de pele ou de
anormalidade que ela possa apresentar. Devem ser aplicados em uma certa quantidade e
depois removidos completamente. Os produtos tipo “limpeza pesada”, como alguns
cremes, têm melhor efeito se usados apenas uma ou duas vezes por semana, como um
tratamento especial; de outro modo, sua pele pode se “acostumar” a eles. Normalmente,
esses cremes devem ser deixados na pele durante vários minutos, até secarem e
endurecerem. Depois, para removê-los, é preciso puxar a camada de creme ou lavá-la.                                                                                        
                                               
Tonificar
Os tonificantes removem os traços mais sutis de sujeira restantes depois da limpeza. É
surpreendente o quão suja pode estar, na realidade, uma pele aparentemente limpa. Há
uma boa variedade de tonificantes; eles são específicos para cada tipo de pele.
Normalmente, têm composição à base de água. Devem ser aplicados na face com
algodão, especialmente nas áreas mais oleosas, onde a sujeira costuma se alojar mais.
                                                         
 Hidratar
Hidratar a pele é algo muito importante, e, mesmo que você ignore todos os outros
cuidados com o rosto, procure se lembrar desse estágio. Após o banho, a pele pode secar
rapidamente, fazendo-a parecer uma uva passa, caso não seja bem cuidada. Fique meia
hora na banheira (ou na piscina) e veja então como ficam as pontas dos seus dedos; você
perceberá o que a água pode fazer à sua pele. Por isso, é importante repor os nutrientes
que você perde. Isso pode ser feito acrescentando-se óleo de banho à água. Não tome
banho de espuma, pois este tende a ressecar a pele. O óleo de banho hidrata enquanto
você está molhada, e equivale ao creme hidratante pós-banho. Os hidratantes repõem a
umidade perdida na pele, deixando-a macia e saudável, em vez de seca e enrugada.
                                           
NÃO DEIXE O SOL TORRAR VOCÊ
Não é apenas a água que pode ter um efeito ressecante. Outro inimigo da pele é o sol,
cujos raios, na verdade, envelhecem a pele.
Atualmente é moda exibir um bronzeado. Mas nem sempre foi assim. No século
passado o bronzeado não era bem-visto, sendo um demonstrativo de que a pessoa
pertencia às classes sociais mais baixas, porque indicava que ela trabalhava ao ar livre.
Banhos de sol podem ser uma moda perigosa. O processo parece ser muito simples –
você fica deitada se expondo ao sol e um componente químico da pele, chamado
melanina (que determina a cor natural da pele e do cabelo), reage, causando o
bronzeado.
Contudo, peles claras não devem ser expostas aos prejudiciais raios de sol, pois podem
reagir negativamente se não estiverem devidamente protegidas. É extremamente
necessário que você utilize filtros solares para se proteger. Como sua pele é nova, ainda
não foi muito exposta aos raios solares, de forma que o melhor seria optar por fatores de
proteção altos – 15 FPS ou mais – para os primeiros dias no sol. Isso permitirá que você
fique no sol até 15 vezes mais do que poderia sem o filtro. Ainda assim, se o sol estiver
muito intenso, não fique muito tempo exposta, pois isso pode ser extremamente
prejudicial. O risco não é apenas de se queimar, o que já é dolorido e demorado para a
pele se recuperar. Há, cada vez mais, casos de câncer de pele ocasionados por excesso
de exposição ao sol, particularmente se este for intenso e a pele muito clara.
Se você for tomar sol, não exagere. Deixe a pele se habituar lentamente, o que lhe dará a
oportunidade de se acostumar com o novo ambiente, fazendo com que a melanina possa
reagir. Isso é muito melhor do que se queimar no primeiro dia e passar o resto do tempo
dentro de casa com dor e se recuperando. De qualquer modo, um bronzeado lento dura
mais e é mais seguro.
Depois de vários dias usando filtro solar com alto fator de proteção, você pode, aos
poucos, começar a utilizar os filtros mais suaves, mas seja sensata. Lembre-se: se entrar
na água, reaplique antes e depois de nadar, e utilize um filtro que não saia com a água,
para estar protegida enquanto nada. A água aumenta os raios solares, fazendo-os ainda
mais letais, porque você se sente refrescada e não percebe que está se queimando.
Áreas com as quais se preocupar: • nariz;

• orelhas;
• clavícula (as saboneteiras);
• quadris;
• joelhos;
• ombros;
• peitos dos pés.

Nariz: fica vermelho e descasca
Ombros: as alças vão machucar.
Clavículas: a base do seu pescoço vai ficar horrível.
Quadris: jeans apertados irão raspar e agravar a queimadura.
Joelhos: vai ser impossível raspar os pelos das pernas.
Peitos dos pés: você não vai poder usar calçados.
Em todos esses lugares a pele é mais fina, ficando sobre um osso saltado, tornando-a
assim mais exposta a queimaduras. Use um protetor solar especialmente nessas regiões
para evitar que os raios de sol façam estrago.
Após um dia no sol, é essencial que você reidrate a pele usando um produto específico
para “pós-banho de sol”. Ele refresca e acalma a pele, deixando-a pronta para a
“próxima sessão”.
É importante usar filtros solares e hidratantes mesmo que você não esteja tomando
banhos de sol, mas apenas exposta aos raios solares. Mesmo que você não queira se
bronzear, lembre-se de que pode se queimar apenas passeando, jogando vôlei ou
frescobol ou então apenas ficando ao ar livre.
Você pode, também, recorrer a bronzeadores artificiais, que têm o mesmo efeito e são
mais rápidos e seguros. Alguns duram apenas algumas horas, outros “tingem” a pele,
durando mais. Existem várias marcas para escolher, podendo-se optar por líquidos ou
cremes, que você aplica com os dedos ou algodão. Leia com atenção as instruções e
experimente numa pequena região antes de aplicar em tudo. Lembre-se de passar em
todas as partes do corpo que estarão à mostra. Quanto aos produtos de curta duração,
cuidado ao sair. Se chover, você poderá ficar manchada. Por isso, um guarda-chuva
pode ser uma boa ideia.
Por outro lado, um bronzeado artificial não protege sua pele. Mesmo absolutamente (e
artificialmente!) morena, use filtro solar se for se expor ao sol, pois sua pele continuará
frágil.
                                                           
                                                            Capítulo 4
                                                   CABELO DE MODELO

 Cabelo bem cuidado
Qualquer que seja o seu tipo de cabelo – curto, longo, crespo, liso ou ondulado, ele
precisa ser bem cuidado para ficar bonito.

• Seu cabelo precisa se adequar ao seu rosto e à sua personalidade – e não apenas ao
último estilo ou moda.

Um cabelo com aparência saudável é importante para todas as mulheres, e para
consegui-lo é necessário um pouco de cuidado e atenção. O cabelo precisa ser cortado,
lavado e penteado – o quanto, depende do seu tipo de cabelo.
Sabedoria popular:
“Se escovar o cabelo 100 vezes à noite, ele estará sedoso e macio pela manhã”.
Muitos cabeleireiros dizem que isso é bobagem, pois tal procedimento faz com que o
cabelo se torne oleoso e fique com as pontas partidas. Eles aconselham, ainda, escovar
suavemente e passar os dedos pelo cabelo, para desembaraçá-lo. Contudo, outros
cabeleireiros acreditam que seja bom escovar vigorosamente. Cabe a você decidir o que
é melhor.
                                                 
 TIPOS DE CABELO
                                                           
Cabelos oleosos
Durante a puberdade, você pode ter problemas com cabelo oleoso. Isso pode ser
causado pelas entusiasmadas glândulas sebáceas – elas de novo! -, o que significa que o
cabelo precisará ser lavado frequentemente, com um xampu forte especialmente
preparado para esse tipo de cabelo.
                                                     
 Cabelos secos
Esse tipo de cabelo precisa ser lavado com um xampu suave e menos frequentemente.
Existem diversas marcas de condicionadores (hidratantes para o cabelo) e tratamentos à
base de óleo que podem ajudá-la a cuidar do seu cabelo. Então procure, nas drogarias e
supermercados, produtos específicos para esse fim. Cabelos secos tendem a apresentar
pontas partidas e podem ficar armados, principalmente após lavar.
                                                     
Cabelos normais
Poucas adolescentes têm esse tipo de cabelo. Ele deve ser lavado quando você julgar
necessário, com xampu suave, aplicando-se condicionador em seguida.
                               
XAMPU – A DIFERENÇA QUE ELE PODE FAZER NA SUA VIDA
Ao escolher um xampu, decida em qual categoria de cabelo o seu se encaixa, e compre
pelo menos duas marcas diferentes. Os cabelos, na verdade, acabam se acostumando aos
produtos e, após um certo tempo, estes deixam de ser eficientes. Assim, se você fizer
um rodízio de xampus, seu cabelo estará sempre “alerta” e reagirá bem.
                                                 
LAVAR OS CABELOS
1. Antes de lavar os cabelos, coloque a cabeça para baixo e massageie-a, ou então
escove vigorosamente o cabelo. Isso fará com que o sangue corra para a cabeça,
“alimentando” os folículos, além de soltar sujeira, poluição e caspa.
2. Ao lavar o cabelo, use primeiro água quente, para abrir os poros; depois, para
enxaguar, utilize água fria, para fechá-los. Se a água estiver muito quente, irá ativar as
glândulas sebáceas da cabeça, deixando o cabelo oleoso.
3. Coloque um pouco de xampu na palma da mão. A quantidade pode ser do tamanho
de uma moeda de um real. Caso seu cabelo seja comprido ou grosso, use um pouco
mais.
4. Aplique o xampu no couro cabeludo quando o cabelo estiver totalmente molhado,
massageando suavemente. Isso também estimulará a corrente sanguínea na cabeça,
fazendo o cabelo parecer mais saudável.
5. Resista ao desejo de esfregar xampu nas pontas. Isso só faz enfraquecer os fios e
partir as pontas.
6. Enxague bem o cabelo, o que limpará as pontas o suficiente. Se o xampu não for
removido totalmente, o cabelo ficará embaraçado e sem vida.
7. Se você achar que o cabelo está muito sujo, lave mais uma vez. Os fabricantes
aconselham que você faça isso sempre, mas é só para fazê-la consumir mais o produto!
A frequencia com que você deve lavar o cabelo fica inteiramente a seu critério. Se ele
for do tipo seco, procure não lavá-lo muito frequentemente. Contudo, se você vive
numa cidade grande, pode precisar lavá-lo dia sim, dia não, por causa da poluição
existente na atmosfera. Se for o caso, utilize um xampu suave. Experimente alguns tipos
e veja qual funciona melhor para você. Como regra geral, os cabelos devem ser lavados
no mínimo uma vez por semana.
                                           
 Sabedoria popular:
"Enxaguar o cabelo até ele 'cantar' é garantia de que está limpo".

Isso é mais ou menos verdadeiro. Contudo, é possível estar com as pontas limpas e as
raízes cobertas de xampu, o que não é nada bom. O "canto" é causado pela água
limpando o cabelo, mas, a menos que o xampu tenha feito seu trabalho, o cabelo
parecerá limpo por um curto período de tempo. Apertar o cabelo para fazê-lo "cantar"
não é recomendado, já que isso pode danificá-lo.
                                     
DE CABELO EM PÉ
                                       
Pontas partidas
Os fios de cabelo assemelham-se aos galhos de uma árvore, cheios de galhinhos
menores, o que pode ser um problema, especialmente para quem tem cabelo seco.
Existe, no entanto, uma boa solução, que é cortar os cabelos regularmente. Uma boa
aparada a cada seis semanas (em média) deve mantê-los em ordem. Ignore qualquer
propaganda de produtos que prometem soluções maravilhosas. Contudo, certos produtos
podem fazer um bom trabalho, ajudando a disfarças as pontas partidas e mantendo os
cabelos baixos. E muitos podem realmente fortalecer o cabelo, como os
condicionadores, por exemplo. Você estará mais propensa a ter pontas partidas se usar
muito o cabelo amarrado para trás ou se escová-lo quando molhado. Certifique-se de
que o objeto com que você for amarrar o cabelo tenha uma camada protetora, para que
ele não tenha contato direto com material plástico ou com elástico.

Caspa
A caspa pode aparecer em qualquer tipo de cabelo; é formada por partículas de pele
morta que descamam e ficam no couro cabeludo e nas raízes dos cabelos. Ela pode ser
tratada com xampus especiais anticaspa, que costumam ser eficientes e apresentam
resultados rápidos.
                                               
CONDICIONAMENTO BEM-FEITO
O momento mais importante na lavagem do cabelo é a hora do condicionamento. Existe
uma quantidade muito grande de condicionadores no mercado, abrangendo desde
produtos para uso frequente até os indicados para tratamento intensivo, como óleo
quente e cera. Para que qualquer um deles tenha o máximo efeito, devem ser aplicados
depois de se absorver o excesso de umidade do cabelo com uma toalha e deixados pela
quantidade de tempo sugerida na embalagem. Esses tratamentos reidratarão o cabelo,
tornando-o macio e mais fácil de lidar. Tais produtos precisam ser enxaguados e
removidos completamente. Mais uma vez, você deve experimentar alguns tipos e
descobrir qual é o melhor para você.
                                         
 Dica das Estrelas:
Ao lavar o cabelo, tenha o hábito de lavar também suas escovas e pentes com água
quente e sabão. Escovas e pentes sujos podem favorecer o surgimento da caspa, além
de guardarem oleosidade e sujeira. Enxague bem para remover o sabão, e deixe as
escovas secarem com as cerdas para baixo, para sair o excesso de água.
                                                 
SECANDO
Use pente ou escova com dentes largos ou que tenham bolinhas nas extremidades, para
proteger seu cabelo. Para retirar o excesso de água, aperte suavemente o cabelo; nunca
esfregue ou torça.
Se tiver tempo, deixe-o secar naturalmente. Secadores são práticos mas, a longo prazo,
não farão bem a seu cabelo. Eles o ressecam, deixando-o frisado. Caso você não esteja
com tanta pressa, use secador com ar frio, o que danificará menos o cabelo e o tornará
mais maleável.
Existe uma variedade de bicos para serem usados com o secador. Bicos com abertura
grande são adequados para uma secagem geral; com abertura estreita, são bons para
secar áreas específicas, direcionando o calor exatamente para onde é necessário -
geralmente as raízes, para dar mais volume ao cabelo. Pode-se também conseguir esse
efeito abaixando-se a cabeça para baixo e afofando o cabelo. A mais recente novidade,
em termos de bico, são os difusores. Eles são adaptadores grandes e circulares, com
muitas pontas pequenininhas, responsáveis por fazer com que o calor seja distribuído
uniformemente, dando maior volume ao cabelo e mantendo seus cachos encaracolados.
E a vantagem é que os difusores não são assustadoramente caros.
                                     
 PENTEADO SOFISTICADO
Musse, gel e spray
Pentear o cabelo pode ser mais fácil se você utilizar musse, gel ou spray. Todos eles
mantêm o penteado firme por algum tempo. Alguns devem ser aplicados com o cabelo
ainda úmido, outros com ele seco.
A musse deve ser aplicada das raízes para as pontas. Ela dá corpo e volume ao cabelo, e
ao mesmo tempo permite que ele tenha um movimento natural. Nunca aplique musse
demais. A porção média equivale a uma bola pequena na palma da mão (mais uma vez, isso depende do comprimento e da espessura do seu cabelo). Se você exagerar na dose,
o cabelo pode virar um “bolo” pegajoso.
O gel deve ser aplicado nas raízes, com as pontas dos dedos, ou então pode ser passado
por cima do cabelo, se dor curto, para dar uma aparência de “molhado”, o que dá um
bom resultado. O gel fixa o cabelo melhor do que a musse.
O spray fixador não é algo restrito às mamães. Agora ele vem em embalagens que não
fazem mal à camada de ozônio, e dá o toque final ao seu penteado, mantendo-o firme no
lugar. Talvez você sinta o cabelo duro e desconfortável, principalmente se passar spray
demais.
Utilize esses produtos apenas ocasionalmente, pois eles acumulam sujeira e poluição no
cabelo. Assim, você não deve usá-los frequentemente só porque todo mundo usa.
Contudo, caso seu cabelo seja “escorrido”, esses produtos podem ajudá-la. Cabelos
bonitos, com movimento, podem ser um grande atrativo numa garota.
                                                         
Sinta o calor
Alguns materiais, como os bobs aquecidos, rolos, escova, frisadores, são utilizados
quentes para fazer penteados. Todos esses materiais trabalham “queimando” o cabelo
para lhe dar forma. Procure não usar esses recursos com muita frequência, pois, como
você pode imaginar, fazem mal à saúde do cabelo, que não consegue se curar tão
rapidamente quanto a pele. Ele precisa crescer novamente a partir das raízes, o que pode
levar bastante tempo. O cabelo cresce apenas cerca de um centímetro por mês,
crescendo um pouco mais depressa somente no verão.
                                                       
 Permanentes
As permanentes, como o próprio nome diz, constituem um penteado “permanente”. Elas
modificam a estrutura natural do cabelo com produtos químicos. O cabelo é enrolado
em “bigudis”, recebendo uma nova forma. Se você quiser fazer uma permanente,
procure um profissional. Muitos desastres costumam acontecer na utilização de kits para
fazer permanente em casa. O risco não vale a pena. E porque esta é uma mudança
“permanente” no seu cabelo, ela vai permanecer até o cabelo crescer novamente. Você
pode ter de enfrentar um desastre duradouro! Existem muitos tipos de permanente: leve,
solta, compacta, etc. Peça ao cabeleireiro uma explicação completa sobre cada um deles.
Lembre-se: permanentes necessitam de uma manutenção constante para que continuem
com boa aparência. Assim, pense bem se você está preparada para todo o cuidado extra
e o trabalho necessário antes de “fazer sua cabeça”. Permanentes também podem exigir
uma grande dose de “persuasão materna”, pois geralmente são caras.
                                                           
TINTURAS
 As tinturas para cabelo são utilizadas há mais de 3000 anos. Os antigos reis da
Babilônia enfeitavam suas madeixas com pó de ouro!
A cor do cabelo também é determinada pela melanina, que, como já falamos, também é
responsável pela cor da pele e pelo bronzeado. Se você não está totalmente satisfeita
com a cor de cabelo que a natureza lhe deu, pode alterá-la. As tinturas deveriam ser
usadas para melhorar sua própria cor natural, e não para produzir outra totalmente nova,
pois grandes mudanças geralmente ficam artificiais. Cabelo castanho fica bem se
alterado para bronze, por exemplo; ruivo pode ser alterado para cobre; cabelo
acinzentado fica bem com cor de mel ou dourado.
Ao comprar uma tintura, leia cuidadosamente a embalagem. Verifique se o tingimento
será temporário, semipermanente ou permanente. É aconselhável experimentar uma
tintura temporária, para ver se você gosta do visual. Ela deixa uma suave camada de pigmento na superfície do cabelo, que vai sendo removida aos poucos, durante as
lavagens. Pode ser mais fácil convencer sua mãe a deixá-la experimentar uma tintura
temporária.
As semipermanentes duram mais, porque penetram na superfície do cabelo. As tinturas
permanentes duram até que o cabelo cresça, e então as raízes vão ficando de cor
diferente (com a cor natural), conforme os fios vão crescendo. Assim, pense bem antes
de se decidir realmente por uma mudança permanente. (Nunca use tinturas nas
sobrancelhas ou nos cílios. Se quiser tingi-los, procure um profissional.)
Substâncias naturais como a henna e chá de camomila podem ser utilizadas para alterar
a cor do cabelo. Henna é um pó para ser misturado com água, transformando-se numa
pasta que, aplicada, dá reflexos avermelhados a cabelos de praticamente qualquer cor.
Os resultados da aplicação da henna duram de dois a três meses. Para clarear o cabelo
no sol, pode-se usar chá de camomila. Alguns xampus de camomila também se
destinam a clarear os cabelos.
                                       
  FAÇA AQUELE CORTE
Um simples corte de cabelo pode ser uma das coisas mais decisivas para sua “glória
pessoal”.
Em primeiro lugar, decida-se pelo estilo de que mais gosta. Mas seja realista. Só porque
o corte que você deseja lembra o de uma estrela, isso não significa que seu rosto irão
mudar junto com o cabelo. Você continuará sendo você mesma, com um corte de cabelo
diferente. Tenha em mente, também, que seu cabelo pode não “aceitar” o estilo que
você quer. Além disso, pense: se escolher um corte que precisa de muita manutenção e
um bocado de cuidados, será que você poderá dispor, de verdade, de duas horas todos
os dias para cuidar dos cabelos?
Considere se você realmente combina com o estilo que escolheu. Peça a opinião do
cabeleireiro. De uma forma geral, se você tem o rosto comprido, cabelo curto vai bem;
se o seu rosto é redondo, um corte longo pode ser uma boa opção.
                                     
 Dica das estrelas:
Procure algumas ideias nas revistas. Guarde uma coleção de fotografias com cortes de
cabelo e pegue uma foto recente sua. Tente colocar seu rosto sobre os das modelos
para ter uma ideia aproximada de como você ficaria com determinado corte.

Encontrar um bom cabeleireiro, em quem você pode confiar o suficiente para colocar
sua “vida” nas mãos dele, pode ser algo um pouco complicado. Você não deve se sentir
obrigada a ir à Tia & Irmãs só porque esse tem sido o salão de preferência da sua mãe
por vinte anos! Por outro lado, não o dispense tão rapidamente. Ele pode ser tão bom,
ou melhor, do que o salão “da moda” no momento. Só porque um lugar tem griffe, boa
decoração e funcionárias com uniformes e jeito de modelo, isso não quer dizer que o
trabalho que fazem seja o melhor. Mas, se preferir fugir do risco de uma rinçagem azul
ou rosa, procure um lugar onde se sinta mais confortável. Peça opiniões. E lembre-se: os
preços variam. Então pesquise, porque, se você estiver com orçamento apertado, isso
pode fazer diferença.
                                       
Dica das Estrelas:
Caso você realmente esteja com o orçamento “em baixa”, pode experimentar as
escolas de cabeleireiro. Elas têm alunos que precisam de “cobaias” para praticar. A
grande vantagem é que o corte vai sair muito barato, se não for totalmente de graça.

 Mas cuidado! Preste atenção no que estiverem fazendo com seu cabelo e, se ficar
desconfiada, peça a opinião de um professor.

Contudo, nem sempre é aconselhável escolher a opção mais barata. Se você sabe que
um salão é muito bom, mesmo sendo mais caro, pode ser a melhor opção. Seu corte de
cabelo vai lhe acompanhar durante um bom tempo; então pense no dinheiro do corte
como um investimento.
Tendo escolhido o cabeleireiro, leve os recortes de revista com você. Converse sobre
suas ideias, e ele então poderá aconselhar sobre qual corte ficará melhor para você,
baseado no formato do seu rosto. Ouça com atenção. Afinal, os profissionais têm anos
de prática. Mas também saiba exatamente o que você não quer. Por outro lado, se você
estiver determinada com relação a um corte e o cabeleireiro não estiver à vontade para
fazê-lo, pode existir uma boa razão. Se você insistir e o resultado não for bom, esta será
uma situação do tipo “eu lhe avisei”. Ao contrário, se você tiver aceitado o conselho do
cabeleireiro e ficado horrorizada com o resultado, exija que ele conserte o que fez. É
interessante para o salão manter o consumidor feliz, pois a má publicidade se espalha
rapidamente. Existem casos, inclusive, de pessoas que processaram os cabeleireiros pelo
choque e subsequente trauma psicológico!
Entretanto, se você não quer se chatear, opte por uma mudança de estilo que não seja
drástica. Mudar o visual totalmente pode ser muito interessante, e praticamente toda
mulher tem uma história de horror sobre cortes de cabelo para contar. Se você realmente
deseja uma mudança radical, procure fazê-la aos poucos. Assim irá se acostumando aos
poucos e ficará menos chocada.
                                                     
                                                             Capítulo 5
                                             SEU MARAVILHOSO CORPO

A puberdade marca a transformação das meninas em mulheres e é responsável pelas
mudanças importantes por que seu corpo passa. Você pode senti-las todas ao mesmo
tempo, em separado ou numa sequência diferente. Como cada pessoa é única, não
existem regras padronizadas que você deva obedecer! Você herdou suas características
físicas (busto, cintura, quadris, pernas) de seus pais. A maioria das moças e mulheres
diz odiar seus corpos. Não se deixe levar por essa visão negativa. Aprenda a gostar do
seu corpo. Existem certas coisas que você pode fazer para melhorá-lo, como exercícios
e uma boa dieta, mas, basicamente, seu corpo deve ter um dos formatos apresentados a
seguir.
Aceite-se como você é. Converse com sua família e suas amigas sobre isso; pense
também nas mulheres lindas que existem no planeta e em como elas têm diferentes
aspectos e tamanhos. Este seria um mundo muito chato se todas fôssemos iguais.
                                         
SUA FORMA
Pode ser que seus quadris tenham começado, de repente, a ficar saltados. Isso acontece
porque, novamente, o corpo feminino está se preparando para a reprodução da espécie.
Os nenês são mantidos por nove meses no meio dos quadris, e precisam de espaço
suficiente para poderem se movimentar e ter conforto.
Assim, seus quadris precisam ser largos o bastante para acomodar um nenê, caso um dia
você decida ser mãe.
Existem diversos tamanhos e formas de corpos, pois cada uma de nós é única. Mas,
geralmente, nos encaixamos em uma dessas categorias:
                                         
Corpo de “pêra”
Esse tipo é mais pesado no traseiro. Tem uma constituição delicada acima da cintura, os
ombros são mais estreitos que os quadris e a cintura é bem definida.
                                             
Corpo tipo “violão”
Esse é o corpo que a maioria das mulheres quer ter, pois ser "violão" significa possuir
ombros, busto e quadris equilibrados, além de uma cintura definida.
                                       
Corpo “retângulo”
Esse tipo de corpo tem quadris estreitos, traseiro achatado e pouca definição da cintura.
                                             
 Corpo “triângulo”
Esse possui ombros mais largos que os quadris, cintura definida, quadris estreitos,
pélvis delgada e pernas finas.
                                                       
 SEIOS
Pode ser que você esteja sentindo uma movimentação estranha acontecendo no seu
tórax. Talvez suas camisetas não sirvam mais! Isso acontece porque seus seios estão
crescendo. Eles surgem como protuberâncias sob os mamilos. Mais uma vez, isso faz
parte da preparação para reprodução, desta vez para alimentar o nenê.
Provavelmente está na hora de você começar a usar um sutiã ou top. Esse é um grande
passo, e a ideia de usar algo que pode ser desconfortável assusta. Os sutiãs são
utilizados para dar sustentação aos seios, e também evitam que eles balancem demais. Talvez você prefira usar um top em vez de sutiã. Tops dão menos sustentação, mas
tendem a ser mais confortáveis e apropriados, se os seios forem pequenos.
Para escolher um sutiã, você pode ir à loja acompanhada de sua mãe, irmã ou amiga que
já os utilize. Ou, se preferir ir sozinha, peça a opinião da vendedora. Não tenha
vergonha. Mesmo mulheres adultas pedem a opinião das vendedoras sobre modelos e
tamanhos.
Existem diversos modelos e linhas de produto. Há sutiãs com alças cruzadas, alças
simples, com fecho nas costas, fecho na frente; "sutiã-maravilha" (que aumenta os
seios), esportivo, tomara-que-caia, sem elástico nas costas. Estes dois últimos são para
usar com roupas mais cavadas, que necessitam de sutiã sem alças. Os esportivos dão
maior sustentação. Existem, também, modelos especialmente desenvolvidos para
adolescentes. Peça vários tipos para a vendedora e não tenha pressa ao experimentá-los.
Verifique se o sutiã está confortável: o elástico não pode estar muito apertado abaixo
dos seios; as alças não podem ficar folgadas, senão vão ficar caindo (o que, além de
desconfortável, não é muito elegante).
Após escolher o modelo mais adequado para você, compre e comece a usar. Nos
primeiros dias você pode sentir algum desconforto, principalmente por não estar
acostumada, mas também porque, como qualquer artigo de vestuário, o sutiã precisa ser
"usado" para se ajustar perfeitamente ao corpo. Depois de algum tempo, você vai até se
esquecer de que está usando um sutiã. Como você está em crescimento, pode ser que
depois de alguns meses precise comprar outros de tamanho maior. Isso vai ser uma
rotina até você parar de crescer (o que acontece entre 17 e 23 anos). Nunca esprema os
seios dentro de um sutiã que você sabe que está pequeno. Além de ser desconfortável,
isso poderá causar problemas mais tarde. Se perceber que a parte da frente do sutiã sobe
quando você se movimenta, é porque ele está muito grande. Se a parte de trás dele sobe,
ou se fica apertado nos ombros ou nos seios, é porque está pequeno.
                                             
 PELOS NO CORPO
Além dessas pequenas protuberâncias, podem surgir estranhos tufos de pelos em locais
incomuns! Cabelo, se estiver em qualquer lugar que não seja na sua cabeça, é outro
daqueles assuntos tabus sobre os quais as pessoas dificilmente falam, embora todo
adulto tenha pêlos espalhados pelo corpo e todo adolescente se preocupe com isso. A
razão pela qual temos pelos no corpo remonta aos homens e mulheres das cavernas.
Eles eram praticamente cobertos de cabelos, e nós ainda temos as partes vitais
recobertas por eles. Os pelos eram mais espessos onde nossos ancestrais precisavam
mais de proteção, para manter a temperatura. Eles funcionam como isolantes, mantendo
o ar próximo à pele. Nossa cabeça, por exemplo, é coberta de cabelos porque é por meio
dela que perdemos um terço do calor corporal. Observe como os pelos do seu braço
ficam eriçados quando você sente frio. Os pelos também funcionam como proteção
contra sujeira. As sobrancelhas e os cílios protegem os olhos. Temos pelos também sob
os braços e na região genital (pelos púbicos), onde existem glândulas sudoríparas.
                                         
Depilar ou não depilar?
Muitas mulheres europeias não se preocupam nem um pouco com depilação, e acham
até mesmo que os pelos são atraentes e femininos. Contudo, as mulheres brasileiras não
gostam de pelos e, portanto, os removem. Os pelos das axilas e das pernas são os
primeiros a cair fora.  Muitas mulheres depilam também a virilha. É comum que os pelos
púbicos se espalhem até ela, aparecendo sob a calcinha ou o biquíni. Sabedoria popular:
“Depois que você se depila, os pelos crescem com o dobro de espessura e rapidez”.
Isso ate parece ser verdade, mas não é. Os pelos do corpo crescem até um certo
comprimento e depois param. Eles têm extremidades afiladas que, quando cortadas,
ficam retas, parecendo assim mais grossas. Isso é o que dá a impressão de maior
espessura. E, como o pelo "sabe" que deve voltar até aquele certo comprimento, ele faz
o favor de crescer novamente!
                                                           
 Depilando
Existem diversos métodos de depilação. Alguns são mais fáceis e menos dolorosos do
que outros:
1. Raspar com um aparelho de barbear é o método mais comum, e também o mais
rápido. Pode ser feito com a pele úmida, utilizando-se um aparelho comum, ou na pele
seca, com um aparelho elétrico. (Cuidado: não use aparelhos elétricos perto da água,
pois isso pode provocar choques fatais. Portanto, não leve secadores, depiladores,
rádios, etc, para perto do chuveiro ou da banheira.)
2. Existem os cremes depilatórios, que já foram incrivelmente malcheirosos, mas agora
estão mais agradáveis e suportáveis. Essas substâncias removem o pelo, dissolvendo-o
até a raiz. Você as coloca na região a ser depilada e deixa por alguns minutos,
removendo em seguida com água. Às vezes, os cremes depilatórios irritam peles
sensíveis. Assim, é sensato fazer primeiro um teste numa área pequena do seu corpo.
3. A depilação com cera pode ser feita por uma profissional ou em casa, depois de se
obter muita prática. A cera que vem em fitas aplicadoras é mais conveniente, pois faz
menos sujeira do que aquelas que vêm em tubos e devem ser aplicadas com pincel. A
cera deve ser aplicada no sentido do crescimento dos pêlos e quando estes estiverem
com cerca de meio centímetro de comprimento, sendo arrancada rapidamente no sentido
contrário. Ela realmente remove o pelo até a raiz, enfraquecendo-o e tornando o
crescimento mais lento, pois a raiz tem de se recuperar! Este pode ser um método
doloroso. Portanto, é bom praticar nas pernas, por exemplo, até dominar essa técnica,
antes de tentar aplicá-la em áreas mais delicadas, como as axilas e virilhas.
4. Os depiladores elétricos são uma novidade dentre as técnicas de depilação. São
aparelhos portáteis que agem como pinças em "larga escala". Eles puxam os pelos desde
as raízes e, como a cera, podem ser uma opção dolorosa. Ambos deixam a pele bastante
sensível por algumas horas depois da depilação.
5. Não há solução definitiva para a extinção dos pelos corporais, mas o método mais
próximo disso é a eletrólise. Este é um processo bem caro e demorado, que envolve
aplicações de cargas elétricas na raiz de cada pelo, o que irá enfraquecê-los e evitar seu
crescimento por longos períodos de tempo. Às vezes, a eletrólise os elimina para
sempre, dependendo da força natural de crescimento dos pelos.
                                           
CORPO CHEIROSO
Você pode estar sentindo odores incomuns de seu corpo. As glândulas sudoríparas
começam sua atividade e você, de repente, após uma aula de educação física, sentirá as
axilas quentes e grudentas. É particularmente importante cuidar de sua higiene diariamente, ou esses odores permanecerão e ficarão mais fortes. Não se esqueça de
lavar sua vagina também, principalmente durante a menstruação. Lembre-se: ao usar
sabonete, evite os perfumados, pois poderão atrapalhar o equilíbrio natural de enzimas,
causando infecções vaginais, em alguns casos.
Após o banho, lembre-se de usar um desodorante nas axilas. Nunca o utilize na região
púbica, pois provocará a mesma reação que os sabonetes perfumados. Os desodorantes
vêm na forma de sprays, roll-ons, cremes ou bastões. Podem ser perfumados ou não, e
mantêm sob controle o odor do suor. Existem também os antiperspirantes, que reduzem
a quantidade de suor produzido. É perigoso bloquear os poros completamente, pois
assim o corpo não terá como se resfriar. Então, não espere ficar totalmente seca por
horas a fio. Lembre-se, também, de lavar as axilas antes de dormir para limpar os poros,
removendo esses produtos.
Os perfumes podem ser usados para disfarçar os odores. Mas eles não devem ser
destinados a esse fim. Devem, isso sim, ser utilizados para que você tenha um aroma
agradável e refrescante. Não exagere no perfume e evite misturar aromas. As colônias
são alternativas mais baratas que os perfumes; estes são mais concentrados, e portanto
ficam mais tempo no corpo. Cuidado com perfumes muito baratos, pois podem cheirar
mal quando aplicados. Tenha cuidado para que o perfume não atinja a roupa, pois
mancha com facilidade e pode estragar o tecido.
                                         
 UM SORRISO MARAVILHOSO
Os odores podem surgir de vários lugares do corpo. Alem daqueles já mencionados,
outra área que precisa de muita atenção é a boca. Mau hálito é algo que faz muitos
adolescentes sofrerem. Em alguns casos, ele é causado pelos hormônios, mas,
geralmente, o mau hálito ocorre por negligência.
Os dentes precisam ser escovados cuidadosamente após cada refeição, ou começarão a
juntar placas e produzir odores e cáries, o que não vai ser muito legal. Alem de uma
escova (que deve ser trocada por uma nova de mês em mês) e pasta, não esqueça de usar
fio dental. A escova limpa as superfícies planas, mas é nas reentrâncias e entre os dentes
que a comida fica, provocando mau hálito e cáries. Sua segunda dentição vai, aos
poucos, se tornando mais forte, mas em princípio ela é bem sensível. Portanto, como
adolescente, você deve tomar um cuidado especial com os dentes.
Se as pessoas ficam verdes quando você abre a boca, talvez seja bom considerar uma
mudança de dieta. Alho, cebola e comidas de sabor forte alteram o hálito por alguns
dias. Você descobrirá também que, quando está com fome, seu hálito piora.
Experimente usar um higienizador bucal após a escovação. Isso pode tornar o hálito
mais agradável por algumas horas. Em casos excepcionais, mau hálito pode ser sintoma
de doença. Se, após tentar todas as sugestões anteriores, o mau hálito persistir, pode ser
uma boa ideia consultar um dentista. De qualquer forma, você deve ir ao dentista de seis
em seis meses. Esses profissionais podem lhe dar dicas sobre higiene bucal e tratam da
saúde da sua boca. Podem ser um bocado caros, também. Uma dica é procurar as
faculdades de odontologia. Normalmente elas têm clínicas odontológicas que oferecem
serviços gratuitos à população. Informe-se.
                                                   
 Dica das estrelas:
Se você ingerir alho ou cebola, coma em seguida um pouco de salsinha fresca. A
clorofila irá afastar odores desagradáveis.
Muitos adolescentes têm problemas com sua segunda dentição. Os novos dentes podem
nascer saltados, desenfileirados ou enviesados. Assim, o dentista pode sugerir o uso de aparelho dentário. Ter de usá-lo não é o fim do mundo, embora não seja possível negar
o estranhamento e o desconforto que ele causa. Você pode até achar que vai ficar
horrível, mas, com certeza, é melhor sofrer por um curto período de tempo do que pelo
resto da vida. Você vai ficar surpreendida com as melhorias quando o aparelho for
removido, e terá um visual muito melhor daí por diante.
                                               
GARRAS PODEROSAS
Da mesma forma que os dentes, as unhas são constituídas de cálcio e enfrentam uso e
desgaste diários. Elas podem juntar um bocado de sujeira e germes durante o dia.
Portanto, como você pode perceber, roer as unhas não é um hábito saudável. Além
disso, unhas roídas não são nada atraentes. Existem remédios que se destinam a curar
esse hábito, e consistem em líquidos de sabor horrível que você aplica à unha. Mas
funcionam por pouco tempo, pois o "roedor" se acostuma ao gosto ruim. A única forma
de realmente parar é decidir que isso é o que você quer e ter força de vontade de manter
sua decisão.
As unhas gostam de sol e, se expostas a ele com regularidade, crescem mais
rapidamente e mais fortes. Unhas compridas precisam de muito cuidado para ficar
bonitas. O melhor é mantê-las num comprimento compatível com a resistência delas e
com seu ritmo de vida. Em vez de cortar as unhas, cultive o hábito de lixá-las. Não use
lixas de metal, porque elas são muito grossas. Sempre lixe na mesma direção, e nunca
para a frente e para trás, pois esse movimento enfraquece a unha.
Se você quiser pintar as unhas, empurre com cuidado as cutículas (a pele na base da
unha) para trás, ou as unhas parecerão sujas. É mais fácil fazer isso quando a pele está
macia; para tanto, mergulhe as mãos em água quente por alguns minutos. Sempre
aplique uma base clara às unhas, pois senão, ao remover o esmalte, você pode descobrir
que elas ficaram manchadas. Esmaltes baratos descascam facilmente. Então, em vez de
comprar diversas tonalidades diferentes, invista numa marca boa e de cor versátil. Não
deixe o esmalte nas unhas por muito tempo, pois elas sentirão falta de ar e se tornarão
fracas e quebradiças.
                                                 
                                                               Capítulo 6
                                           O MUNDO DA MAQUIAGEM

A maquiagem tem sido utilizada há milhares de anos, havendo evidências de sua
utilização nas primeiras civilizações. As mulheres (e os homens, durante certos períodos
da história) usam maquiagem para realçar seus traços faciais e, assim, tornarem-se mais
atraentes para o sexo oposto. Na verdade, a maquiagem imita certos sinais sexuais que
seu corpo emite quando você está excitada: as pupilas ficam maiores, fazendo os olhos
parecerem mais escuros, as maçãs do rosto ficam coradas e os lábios tornam-se mais
vermelhos e cheios. Depois dessas informações, você com certeza nunca mais ira
encarar maquiagem para os olhos, blush e batom da mesma forma!
Geralmente, os pais hesitam em deixar suas filhar começarem a usar maquiagem. Se
você realmente quer se maquiar, tente persuadi-los, mas, se eles foram muito
inflexíveis, não force a barra. Lembre-se: você nunca mais terá a pele tão sadia (esqueça
as espinhas) como a tem hoje. Quando você começar a usar maquiagem, provavelmente
vai querer utilizá-la constantemente, pois se sentirá nua sem ela. Então, não esteja muito
ansiosa para adquirir esse hábito.
Se a sua mãe consentir que você se maquie, pergunte-lhe se pode praticar com as
maquiagens velhas dela. Converse com ela a respeito, pois sua mãe poderá lhe dar dicas
úteis, e é provável que ela seja honesta com relação à sua aparência. Dessa forma, você
vai se acostumando a usar maquiagem sem gastar seu dinheirinho. Experimente reunir
um grupo de amigas para começar a se maquiar. Vai ser muito mais divertido poder
trocar ideias e comentários. Se elas também puderem trazer a maquiagem velha de suas
mães, haverá uma variedade maior de produtos para testar.
                                               
 UMA BASE SÓLIDA
Este deve ser o princípio de todo o seu “trabalho”. Constitui-se em uma das etapas mais
dificeis da maquiagem! A base é aplicada em todo o rosto e pescoço para igualar o tom
de pele que, normalmente, apresenta manchas. Se você tem a pele escura, pode ter
alguma dificuldade para encontrar base no seu tom. Contudo, existem linhas de
produtos especialmente formulados para peles morenas e negras. As bases podem ser
vendidas em diversas embalagens – garrafinhas, tubos e potes -, mas geralmente vêm na
forma de líquido ou creme.
Ficar em frente a uma prateleira com vários potes de base para escolher apenas um pode
ser uma experiência assustadora. Então leve uma amiga com você, para lhe dar apoio
moral. Amigas sempre gostam de dar opinião sobre tudo; assim, é bom escolher uma
que com certeza será honesta com você e que não tenha medo de lhe dizer a verdade. Se
não encontrar uma amiga que possa acompanhar, troque uma ideia com as vendedoras.
Quando estas são especializadas, geralmente sabem do que estão falando. Mas não
permita que elas pressionem você a comprar determinado produto.
                                         
Sabedoria popular:
“Sempre teste a base no dorso da mão para ver se é o tom certo”.

De fato, embora esta pareça uma sugestão razoável, é uma total perda de tempo! A pele
do dorso da mão é completamente diferente da pele do rosto, tanto na textura como na
tonalidade. A pele facial está constantemente exposta. Pense na frequência com que
você queima (de sol) seu nariz, ou como seus lábios racham no frio, ou, ainda, nas
sardas que aparecem os dias ensolarados. Considere, agora, a frequencia com que aparecem espinhas nos seus dedos ou como as palmas das mãos ficam coradas quando
você vê o garoto mais lindo deste mundo!
                                               
Comprando sua base
O primeiro passo é decidir se você prefere base em creme ou líquida. Considere a
consistência. Veja qual é mais fácil de aplicar (agora você pode usar o dorso da sua
mão!).
Geralmente, as bases em creme precisam ser mais “bem-espalhadas” do que as líquidas,
que são facilmente passadas por toda a pele; sendo assim, as líquidas são mais indicadas
para as iniciantes.
Como os produtos novos geralmente são lacrados, veja se a loja possui produtos para
teste. Consulte as vendedoras.

1. Coloque uma pequena quantidade no rosto, na bochecha ou na testa e espalhe. A base
deve ser aplicada de modo que pareça sua pele natural. Se ficar satisfeita com a forma
como a base foi absorvida, isso significa que você pode ter encontrado a marca que lhe
é mais adequada. Caso contrário, experimente uma outra marca. Nunca compre algo
sem estar convencida de que é o mais apropriado, ou você estará com certeza
desperdiçando dinheiro.

2. Se, quando for aplicada, a base parecer uma marca de sujeira ou machucado, ela não
está adequada para você. A tonalidade esta muito escura e você precisará de algo mais
claro. A menos que já tenha passado por esse processo de experimentar bases, preparese
para voltar para casa parecendo que esteve lutando boxe!
Vá experimentando em partes diferentes da testa e das bochechas. Depois que você
passar algumas bases erradas, ao encontrar a tonalidade certa você saberá na hora, a
menos que tenha ficado sem pele para testar!

3. Observe as diversas tonalidades disponíveis. Sempre leve em consideração a
iluminação da loja, que, com muita frequencia, dá um brilho artificial à sua pele. Veja
com a vendedora se você pode levar um espelho para fora da loja e verificar a aparência
da base na sua pele sob luz natural.

4. Agora, e somente agora, olhe o preço e marca. Nunca faça sua escolha baseada nos
preços mais baixos, a menos que você saiba que determinado produto é realmente bom.
Por outro lado, não acredite que uma marca é boa só porque é cara. Algumas das mais
famosas custam muito caro e podem fazer um furo enorme no seu orçamento. No
entanto, elas podem ser consideradas como um investimento e, frequentemente,
mostram a longo prazo que valem seu preço. Se você se decidir por uma imitação mais
barata, é exatamente isso que vai obter, e o resultado poderá lhe custar duas vezes mais
caro. De qualquer forma, nunca se sinta obrigada a comprar algo que não puder pagar
ou que não tenha certeza de que precisa, mesmo que a vendedora tenha gastado vinte
minutos com você. Apenas diga que precisa de um tempo para pensar!
                                           
 Dica das Estrelas:
Se você tem maçãs do rosto rosadas e isso a incomoda, existe uma base que pode lhe
ser útil. Ela é, estranhamente, verde vivo. Mas se transforma num tom neutro quando
aplicada na pele, e equilibra as bochechas rosadas. Caso você tenha uma pele
amarelo-pálida, dê-lhe mais vida com uma base lilás, que também muda de cor quando
aplicada.

Aplicando a base
Quando chega a hora de utilizar sua compra em casa, o impulso de colocar um pouco de
base no dedo e esfregá-lo vigorosamente no rosto deve ser controlado. A base deve ficar
como segunda pele, e não como uma camada espessa. Nunca tente usá-la para cobrir
espinhas. Como escondê-las será explicado mais tarde.
Invista em uma esponja decente para maquiagem. A esponja deve ser utilizada
umedecida (e não molhada), ajudando a espalhar a base de maneira rápida e fácil, além
de deixá-la uniforme. Evite encostar as pontas dos dedos em qualquer parte do rosto,
pois elas são incrivelmente gordurosas e sujas.

1. Você precisa se preparar para essa “tarefa”. Assim, sempre amarre o cabelo para trás
antes de lavar, tonificar e hidratar o rosto. Não se esqueça do pescoço.

2. Colocar porções de base em vários lugares do rosto antes de espalhar pode fazer com
que você exagere na quantidade. Pegue sua esponja, umedeça-a e coloque uma pequena
quantidade de base diretamente nela.

3. Passe a esponja pelo rosto e pescoço, incluindo os lábios e as pálpebras. É importante
não se esquecer do pescoço. Do contrário, vai parecer que você está usando uma
máscara.
                                                     
 PANCAKE
As manchas e espinhas normalmente desaparecem após a aplicação da base. Contudo,
se você ainda estiver paranoica por causa daquela minimontanha que apareceu do nada
e por causa daqueles círculos negros sob os olhos, que apareceram após uma noite
pesada de estudo, pode ser que precise de um pouco de pancake.
Use esse produto somente de vez em quando. E, embora seja tentador, não o acumule
em cima de uma espinha, pois isso só a deixará mais saliente. Você pode aplicá-lo
também com uma esponja. Lembre-se de nunca usar os dedos! Para obter o melhor
resultado, escolha um pancake com tonalidade um pouquinho mais clara que a da sua
pele.
                                                             
PÓ PERFEITO
O pó conclui o trabalho iniciado pela base, dando à sua pele um acabamento opaco.
Muitas bases já vêm com pó misturado, não sendo necessário aplicá-lo em separado. De
qualquer forma, sua função é evitar que o rosto fique brilhante ou com aspecto oleoso.
É comum o pó já vir com sua própria esponja. Esta pode ser utilizada, mas é preferível
fazer uso de um pincel grande, próprio para maquiagem. O pincel distribui as partículas
finas igualmente na pele. O pó (ou base) pode ser usado para criar ilusões de ótica,
realçando ou disfarçando características do seu rosto. Por exemplo, o chamado queixo
duplo pode ficar menos óbvio aplicando-se uma tonalidade mais escura abaixo da linha
da mandíbula e outra mais clara no próprio osso do queixo. Um rosto redondo pode ser
afinado colocando-se faixas escuras nos lados da face e da testa e aplicando-se um tom
claro no centro. Experimente você mesma!
                                           
 BLUSH
O blush – ou ruge – é vendido numa diversidade de formas: creme, pó, bastão, e até
mesmo como bolas coloridas num pote! Blushes em creme duram mais que qualquer
outro tipo, mas são mais complicados de lidar e podem, facilmente, se transformar
numa bagunça. Aplica-se blush em pó com pincel grande. Pode-se usar blush para realçar um rosto que não tenha uma estrutura óssea muito definida, mas só quando é bem aplicado. Não o coloque em círculos, como um palhaço.
E antes de tentar passá-lo em seu rosto com a maquiagem prota e perfeita (até aqui),
aperte-o e veja exatamente onde está seu osso da bochecha. Ele vai do cabelo, próximo
à orelha, até o nariz, e não até a boca. É sobre esse osso que você deve aplicar o blush.
A escolha da cor não é tão simples como você talvez imagine. É uma boa ideia escolher
marrons rosados, que combinam praticamente com tudo. Não escolha nada muito
escuro; utilize o pincel aplicador com o mínimo de blush, e sempre use pouco. Lembrese,
você está realçando aquilo que já tem, e não mudando sua estrutura óssea.

1. Prenda o cabelo para trás, mantendo a face desimpedida.

2. Ponha uma quantidade pequena de blush no pincel. Coloque-o sobre o osso próximo
ao cabelo (quase junto à orelha) e, cuidadosamente, aplique com movimentos suaves,
afilando no final do osso (na direção do nariz, sob o olho).

Dica das Estrelas:
Se você deseja enfatizar as maçãs do rosto ainda mais, pegue uma tonalidade mais
clara – quase branca, na verdade – e passe-a acima da faixa de blush já aplicada.
Coloque, então, um tom mais escuro embaixo. Lembre-se de harmonizar as cores por
todo o osso da bochecha, evitando que as tonalidades se destaquem umas das outras.
                                     
MAQUIAGEM PARA OS OLHOS
Dizem que os olhos são as janelas da alma. Eles são, sem dúvida, elementos
importantíssimos de qualquer rosto. Pense no quanto você olha as pessoas nos olhos,
enquanto conversa; ou então, como evita olhá-las quando está tímida, nervosa ou
mentindo! Podemos aprender muito observando o olhar dos outros, até mesmo seu
estado de saúde, se você for uma iridologista¹! Assim, é muito importante que, quando
você utilizar maquiagem, esta realce seus olhos de modo a atrair a atenção das pessoas,
e nunca deixando-os desanimados e sem graça.
Existe uma grande quantidade de produtos para usar nos olhos – sombra, delineador,
lápis, rímel – mas, antes de tudo, pense nas sobrancelhas.
                                         
Sobrancelhas
Hoje em dia não se usa mais tirar os pelos da sobrancelha até ficar só com uma linha
fininha deles. Entretando, todas as sobrancelhas podem ficar mais bonitas depois de
passarem por uma pequena “arrumação”.
                                   
Dica das Estrelas:
Se você não tiver uma escova de sobrancelha, utilize uma escova usada de rímel.
Umedeça-a e escove as sobrancelhas na direção do crescimento, para “penteá-las”.

Se, após escová-las, houver alguns fios tortos, é hora de usar a pinça. Não tente
modificar o formato de sua sobrancelha, pois é provável que você a estrague
completamente; além disso, vai levar muito tempo até que ela cresça de novo. A
intenção é fazer o melhor com o que a natureza lhe deu.
Os pelos tortos só devem ser arrancados quando forem das camadas inferiores da
sobrancelha; nunca retire-os se pertencerem à linha de cima. O segredo é puxá-los com
¹ (N. Do E.) Iridologista: especialista que diagnostica doenças pela observação da íris. um movimento rápido na direção em que eles crescem, e não na direção em que você
acha que eles deveriam crescer! Os pelos próximos à parte superior do nariz podem
fazer com que lágrimas aflorem aos seus olhos. O melhor é tirar sobrancelha várias
vezes por semana, em vez de deixar tudo para uma blitz semanal.
Lembre-se de fechar os poros do rosto com água fria antes de aplicar a maquiagem.
Também por isso é aconselhável você tirar a sobrancelha pelo menos umas duas horas
antes de começar a se arrumar.
Se você tem sobrancelhas claras, quase invisíveis, elas podem desaparecer
completamente quando você passar maquiagem. Nesse caso é recomendável usar um
lápis de sobrancelha sobre elas, dando-lhes mais destaque. Passe o lápis de leve sobre os
pelos, numa tonalidade próxima à sua cor natural. Você não está pintando as
sobrancelhas, e sim enfatizando-as.
                                               
 Sombra para os olhos
Pratique com a sombra tanto quanto possível, pois é imprescindível escolher a
combinação correta de cores. Se estiver em dúvida, fique com as tonalidades de
marrom. Elas combinam com quase qualquer cor de cabelo, olho e tom de pele.
De forma geral, formam uma combinação harmoniosa:
Cabelo ruivo – sombra nas cores marrom, verde, dourado, coral e tonalidades claras.
Cabelo louro e acinzentado – sombra nas cores marrom, coral-rosado, cinza-claro e
tonalidades claras.
Cabelo escuro – sombra nas cores marrom, cinza, púrpura e tonalidades claras.
                                                     
 Dica das Estrelas:
Antes de começar a passar sombra, coloque um lenço limpo embaixo dos olhos para
aparar qualquer partícula que caia deles, e que poderia arruinar a maquiagem feita até
então. Além disso, antes de passar a sombra, aplique uma leve camada de base nas
pálpebras. Isso fará com que a sombra fique firme no lugar, demorando a sair.

Escolha uma esponja aplicadora ou um pincel pequeno de maquiagem para passar a
sombra; você decide qual lhe é mais confortável. Você pode utilizar também um pincel
de pintura com cerdas finas e macias.

1. Aplique primeiro os tons mais claros, pois senão todas as cores que você pegar com o
pincel parecerão se transformar em um marrom sujo. Tenha sempre um lenço à mão,
para limpar o pincel após cada aplicação de cor.

2. Para um olhar profundo, aplique uma tonalidade escura na órbita ocular; para um
olhar mais amplo, use tonalidades claras nas órbitas. Cores escuras farão com que seus
olhos pareçam pequenos, mas também terão um efeito mais dramático. Uma cor mais
clara logo abaixo da sobrancelha fará com que os olhos pareçam mais largos.

Lembre-se, os dois olhos devem ficar iguais no final; por isso, faça cada etapa ao
mesmo tempo os dois olhos, ou você pode esquecer qual cor usou e onde usou. Até
você adquirir bastante prática, os melhores resultados serão conseguidos utilizando-se
cores simples e sutis, e harmonizando-as bem.
Se você for a uma danceteria ou boate e estiver usando sombra nos olhos, verifique com
frequencia, no espelho do banheiro ou com um espelhinho de bolsa, o estado da sua
sombra. No calor ela pode derreter, e não há nada pior do que sombra escorrendo das
pálpebras para o olho.                              
                                                               
 Delineador
O delineador é vendido de duas formas: como lápis ou líquido. O delineador liquido foi
moda nos anos 60 e agora voltou com tudo. Para aplicá-lo é preciso ter mão firme e
muito mais prática do que para passar o lápis. Contudo, parece que o líquido permanece
por mais tempo. Ele não borra facilmente e confere um visual bem definido, que escorre
maravilhosamente na chuva!
O delineador diminui os olhos, dando a ilusão de serem menores. Se os seus olhos já
são pequenos, escolha cores claras e aplique-as abaixo dos cílios inferiores. Se você
colocar delineador nos cílios, seus olhos parecerão ainda menores, e se colocá-lo dentro
dos cílios irá enfatizar o tamanho pequeno dos olhos.
Use um lápis ou líquido com a cor próxima à do rímel, e lembre-se que poucas pessoas
se dão bem com maquiagem preta nos olhos – talvez só quem tem cabelo liso preto.
Marrom parecerá mais quente e menos sério, e depois você não ficará parecida com um
urso panda.
                                                           
  Rímel
É muito importante que o rímel seja aplicado após o pó, pois, se este for aplicado por
último, suas partículas podem empobrecer o efeito do rímel.
                                                   
Dica das Estrelas:
Se os seus cílios não forem compridos ou espessos, aplique neles um pouquinho de pó
facial ou talco, antes de colocar o rímel. Isso fará com que fiquem muito mais
impressionantes!

Muitas mulheres enlouquecem com o rímel, aplicando-o freneticamente nos cílios,
conseguindo assim um visual de aranha. Se é isso que você quer, muito bem. Mas
colocando rímel nos cílios de cima, escovando-os suavemente para baixo, o visual ficará
muito mais natural e favorável.

1. Comece pelos cílios de cima. Coloque a escovinha na parte inferior dos cílios,
próximo à pálpebra. Escove em direção às pontas, se possível com um único
movimento.

2. Nos cílios inferiores, coloque a escovinha no meio dos cílios e escove em direção às
pontas.

3. Antes de fechar os olhos, coloque um lenço entre os cílios de cima e os de baixo,
piscando algumas vezes. Isso evitará que sua base fique com marcas.
                                                 
Sabedoria popular:
“Antes de usar rímel, coloque a escova no tubinho, fazendo movimentos contínuos para
cima e para baixo, a fim de absorver bem o produto”.

Na verdade, a melhor forma para que a escova absorva o rímel é girá-la em sentido
horário, dentro do tubinho. Repare como as cerdas da escova formam uma espiral. Elas
absorvem mais partículas de rímel dessa forma.
                                           
 LÁBIOS DE MEL
Este deve ser o toque final da sua maquiagem. A base que você já passou nos lábios
(lembra-se?) ajudará a fixar o batom que será usado agora. A maioria das mulheres passa o batom diretamente nos lábios. Mas, se você usar um pincel labial, terá melhor
resultado. Muitas lojas vendem pincéis que parecem apropriados para pintura,
terminando numa ponta. Entretanto, esse tipo é mais difícil de manusear, sendo
preferível escolher um pincel com ponta chata para começar. Outro produto útil é um
lápis para contorno dos lábios. Escolha um que possa ser usado com várias tonalidades
de batom. Se você quiser um efeito dramático, use um lápis escuro; essa técnica dá a
impressão de que seus lábios foram pintados no seu rosto. Pode-se conseguir um visual
mais natural usando um tom mais claro do que o batom.
Usamos lápis para lábios por duas razões. Primeiro, para saber exatamente a área onde o
batom deve ser aplicado, e, em segundo lugar, para evitar que ele escorra – o que lhe
daria o maravilhoso efeito-palhaço. (Isso acontece principalmente com batons
vermelhos.)
Ao usar o lápis, trace a linha natural dos seus lábios. Se você tem lábios grossos,
desenhe dentro da linha natural; se forem finos, desenhe por fora. Não se deixe levar
pelo entusiasmo, tentando fazer um lábio totalmente novo. Mais uma vez lembramos:
você está apenas realçando aquilo que tem.
Para escolher o batom, pense na cor do cabelo, tom de pele e formato do lábio. Com
relação à cor do cabelo, é facil:

• Cabelo ruivo – batons coral, marrons e alguns tons de laranja.
• Cabelo louro e acinzentado – rosa e coral; não use tons escuros.
• Cabelo escuro – vermelho-escuro e marrom; pode usar a maioria das cores fortes.

Agora pense no seu tom de pele. Se for claro, fique com batons claros; se a pele for
escura, use batons escuros. Por último, considere o tamanho dos lábios. Se forem
pequenos, evite tonalidades escuras, que o farão parecerem ainda menores.
Pense nos dentes também. Se eles não forem muito brancos, não é aconselhável usar
tons de laranja ou coral, pois irão enfatizar o amarelado dos dentes. Para que eles
pareçam mais brancos do que são, use variações de vermelho com um leve tom azulado.
Se você seguir todas essas recomendações, vai acabar tendo só uma cor para usar! Mas,
se você utilizar apenas a cor que lhe cai melhor, é provável que consiga um bom
resultado.
Ao aplicar o batom, coloque uma camada no pincel e, com cuidado, preencha os lábios
dentro do contorno que você já desenhou. Morda suavemente, com os lábios, um
guardanapo de papel. Depois aplique outra camada. Se você quiser que o batom
permaneça por mais tempo, compre um protetor, que é aplicado por cima do batom e o
mantém no lugar.
                                                                   
Dica das Estrelas:
Se o seu lábio de cima for mais espesso que o de baixo, utilize nele uma tonalidade
mais escura. Se o lábio inferior foi mais grosso, faça o mesmo. Se os seus lábios não
tiverem aquele visual de “prontos para beijar”, aplique uma tonalidade mais clara no
meio, para conseguir um visual mais cheio!
                                     
 REGRAS DE OURO PARA UMA BOA MAQUIAGEM
A prática leva à perfeição. Nunca tente uma nova técnica minutos antes de um grande
acontecimento. Tenha uma grande variedade de pincéis limpos e muitos lenços também limpos à mão.
Lave os pincéis, com frequencia, em água morna e sabão. Faça isso alguns dias antes de
utilizá-los novamente, pois demoram um pouco para secar por inteiro.
Se em suas maquiagens você não tiver sua cor preferida, não fique com medo de
misturar o que tem e experimentar!
Procure sempre harmonizar as cores, misturando-as bem e evitando “faixas” definidas.
Sempre remova completamente a maquiagem. Nunca durma com ela! Além de ficar
horrível no dia seguinte, ela prejudica bastante a pele.
                                                             
                                                            Capítulo 7
                                             FAÇA ESTILO – ROUPAS

A regra básica é: vista somente aquilo que faz você sentir-se confortável. As modas vêm
e vão, tornando difícil e muito caro estar atualizada o tempo todo. Procure evitar as
coisas in, pois elas ficam parecendo ultrapassadas assim que você chega à sua casa e as
tira da sacola! Escolha roupas que não saem de moda muito rapidamente e que combine
com as coisas que você já tem. Assim você ficará com uma variedade de modelos e
combinações de roupas.
Lembre-se também de que, embora a moda esteja sempre mudando, seu corpo é mais
estável. Uma calça de lycra não vai ficar bonita se você tiver um quadril muito grande,
ou se suas pernas forem como dois palitos. Saias muito compridas em mulheres baixas
também podem ficar sem graça. Procure usar roupas que melhorem sua aparência,
independentemente de estarem no topo da moda ou não.
                                                     
 Dica das Estrelas:
Um vestidinho preto é algo realmente útil para se ter no guarda-roupa. Para um olho
não-treinado, ele talvez pareça sem graça ou muito simples, mas pode ser utilizado em
diferentes ocasiões. Para um encontro “casual”, use o vestido com uma jaqueta; à
noite, use-o com joias, meia-calça e um cinto; você pode vesti-lo até mesmo em
ocasiões mais formais. Outro item vital são as calças fuseau. Elas também são muito
versáteis e adquirem uma nova “identidade” a cada vez que você as veste. São muito
baratas, também.
                                                     
Não vá às compras sozinha
Quando você for fazer compras, procure levar alguém junto que possa ajudá-la e que dê
opiniões sinceras. Essa pessoa pode ser sua mãe. Muitas mães têm a notável capacidade
de dizer a verdade exatamente quando você não quer ouvir!
Frases como “Você não está pensando em usar isso, está?”, “Não é um pouco curto?”,
“Não combina muito com o seu corpo!” e “Bolinhas não ajudam a disfarçar suas
espinhas” realmente não inspiram muita confiança. Pode ser que você compre uma
roupa só para provocar sua mãe, mas, a não ser que ela tenha um impulso vingativo, é
provável que ela apenas diga o óbvio.
Por outro lado, as mães normalmente tem ideias bem diferentes das filhas sobre “estilo”,
e a sua mãe poderá não concordar com nada que você compre. Então, o melhor é ir às
compras com alguém que tenha gosto semelhante ao seu.
                                                                         
Dica das Estrelas:
Existem coisas simples que você pode fazer para poupar tempo na hora de
experimentar roupas. Se a peça for preta, fará você parecer mais magra; branco tem o
efeito inverso. As duas cores realçam peles muito brancas, o que nem sempre é o efeito
desejado. Listras horizontais (deitadas) dão uma impressão maior de largura, enquanto
as listras verticais (de alto a baixo) fazem você parecer mais alta e magra. Mulheres
baixas parecerão ainda mais baixas com saias muito compridas, enquanto saias curtas
farão com que pareçam mais altas. Não tenha medo de experimentar roupas e cores
que você habitualmente não usa. Você acabará descobrindo coisas interessantes que
normalmente dispensaria porque não “são a sua cara”.
                                                                         
Materiais
Existe uma grande variedades de tecidos para se escolher. Alguns, como os feitos de
lycra, agarram nas saliências do corpo, e outros não. De uma forma geral, os tecidos
naturais são mais confortáveis. O algodão é um material fresco que normalmente veste
bem e tem uma vida longa, se tratado corretamente. O jeans é feito de algodão mas tem
um toque mais duro, e parece nunca sair de moda. O material que as pessoas chamam de
lã normalmente é feito de fibras sintéticas, sendo mais barato que lã natural de carneiro.
Seda é um luxo, da mesma forma que cetim. Contudo, estes também podem ser
misturados com fibras sintéticas: então, confira a etiqueta com atenção. É válido
lembrar que as chamadas “fibras sintéticas”, como poliéster, náilon e lycra, são
encontradas em qualquer loja. Lycra é a grande moda dos anos 90. Ela está, de uma
forma ou de outra, na maioria das lojas, mas não cai bem, obrigatoriamente, em todas as
pessoas. Embora suas propriedades de aderência e ajuste sejam boas, ela não faz
milagres. Roupas colantes de lycra preto não fazem com que todo mundo pareça ter um
corpo perfeito!
Também é uma boa ideia verificar as instruções de lavagem das roupas. Pense bem
antes de comprar algo que necessite ser lavado à mão ou a seco – será muito mais fácil
se você puder simplesmente lavar na máquina.
Até aqui você escolheu a roupa que lhe agrada. Mas... será que ela é bem-feita? Olhe as
costuras e, se você tiver coragem, dê uma puxadinha. Se a peça abrir na sua mão, você
ficará sabendo que não deve comprar!
Pesquise na hora de fazer compras. Lojas diferentes podem vender produtos iguais ou
semelhantes com preços diversos. Mas às vezes vale a pena gastar um pouco mais se a
roupa parecer de qualidade superior à alternativa barata, já que provavelmente você
poderá usá-la por mais tempo. Por outro lado, se normalmente você se cansa rápido das
suas roupas, comprar a versão mais barata pode ser interessante.
                                                     
Seu tamanho
Certamente você já deve ter uma ideia do tamanho de roupas que usa. Mas, se não
souber, isso também não é problema. Na loja, peça a opinião da vendedora e
experimente o tamanho sugerido. Se não ficar bom, peça o item no tamanho maior ou
menor, conforme o caso. E, não se esqueça, os tamanhos das peças variam conforme o
fabricante. Assim, se você usa calça 38 de determinada marca, não se assuste se tiver
que comprar tamanho 40 de outra. Da mesma forma, sua numeração pode variar entre
blusas e calças, principalmente se tiver busto pequeno e quadris grandes, e vice-versa.
Sempre experimente tudo antes de comprar, mesmo que a ideia de enfrentar a fila do
provados lhe assuste. Como regra, lembre-se de que as roupas nunca parecem ser as
mesmas no cabide e no seu corpo.
Muitas pessoas tentam se iludir convencendo-se de que vestem um determinado
tamanho, mas acabam por descobrir depois que a roupa comprada é muito pequena. Não
tente se espremer dentro de algo só para os outros “pensarem” que você tem corpo de
modelo. Em vez disso, experimente o próximo número. Compre as peças que lhe caiam
bem, e não aquelas que você acha que deveriam lhe servir.
E lembre-se: quando for às compras, vista calcinha, sutiã e meias em boas condições.
                                                 
 Dica das Estrelas:
Procure verificar a cor da roupa em luz natural, pois a luz das lojas pode dar uma
impressão falsa. Não se esqueça de dizer à vendedora o que você pretende fazer ao se
dirigir para fora da loja, ou ela pode pensar que você está fugindo com a roupa! Se
isso acontecer, você pode acabar se deparando com uma situação embaraçosa diante de um guarda de segurança! Em lojas de shopping, é mais difícil encontrar luz natural.
Nesses casos, procure observar a roupa sob diferentes tipos de luz. No corredor dos
shoppings, geralmente a luz é mais difusa e próxima da iluminação natural.

Se você está comprando uma peça para usá-la junto com outra que já tem, não se
esqueça, antes de comprar, de levar esta última à loja para ver se as duas combinam.
Lembrar de cabeça os detalhes das peças às vezes é difícil.
Se, após experimentar, você tiver certeza de que a roupa lhe serve, verifique também se
ela está confortável. Assim, é natural que você fique bem com essa roupa, a menos que
tenha escolhido algo especialmente horroroso! (E é exatamente por isso que é bom estar
acompanhada por alguém de gosto semelhante ao seu, para lhe dizer se o que você
escolheu é um horror ou não.) Com frequência não percebemos se a roupa realmente
nos ficou bem, já que vimos uma modelo maravilhosa vestindo algo semelhante no
anúncio. Mesmo assim, se você adorou de verdade alguma coisa, deve comprá-la, ainda
que sua amiga tenha detestado. Procure desenvolver um estilo pessoal que reflita a sua
personalidade, e não a de outras pessoas. Se para você isso for difícil devido às roupas
disponíveis nas lojas (e que tendem, todas, a seguir a “moda”), por que ao tentar os
brechós?
                                               
  Roupa de segunda mão
Existem muitos brechós, principalmente nas cidades maiores. Mas, mesmo nas cidades
pequenas, não é difícil encontrar um bazar ou lugares que vendem roupa usada ou,
como as vendedoras preferem chamar, “seminova”. As roupas, nesses lugares, podem
ser velhas, mas definitivamente têm personalidade, e existe pouca chance de você
encontrar alguém numa festa com o mesmo modelito! Algumas pessoas não gostam da
ideia, e, se você for uma delas, um brechó não é indicado para você. Mas, se quiser
experimentar, veja se as roupas usadas não têm odores fortes. Caso tenha marcas ou
manchas óbvias, não compre. Você pode até pensar em lavar, mas as manchas
provavelmente estão lá há algum tempo e dificilmente sairão, pois devem ter sido
absorvidas pelas fibras. Em bons brechós, as roupas são lavadas antes de serem
colocadas à venda, mas, de qualquer forma, o melhor mesmo é lavar a peça antes de
usar. Roupas de segunda mão podem não ter a aparência de novinha, ou até mesmo
podem durar pouco, mas têm potencial para serem exclusivas, e podem ser um
excelente negócio.
                                               
 Limpando seu guarda-roupa
Uma boa coisa para se fazer de tempos em tempos (alguns meses, não anos!) é verificar
o conteúdo de seu guarda-roupa. Será que algum dia você vai mesmo usar aquela calça
se ela voltar à moda? E se voltar, você vai caber nela? Seja honesta consigo mesma e
livre-se dela. Mas dispense só o que realmente estiver “fora de forma”. Você também
pode vender essas roupas aos brechós, ou até mesmo trocar por uma peça que lhe
interesse! Ou, ainda, pode dar a roupa para alguém que queira, como sua irmã mais
nova ou uma instituição de caridade.
Se lhe oferecerem roupa usada, não recuse automaticamente. Pense bem antes. Nunca se
sabe, pode ser algo interessante.
Você pode trazer roupas velhas de volta à moda utilizando apenas agulha e um pouco de
linha. Tente você mesma fazer algumas modificações, se tiver habilidade, ou vá a uma
costureira, se a roupa realmente for de seu agrado. Eventualmente, sua mãe ou avó
podem lhe dar aulas de costura. Desse jeito, você pode ficar surpresa com a quantidade de dinheiro que vai economizar! Apenas trocar alguns botões ou mudar a altura de uma
bainha são pequenas modificações que podem fazer maravilhas!

Para esses pés chatos, sapatos!
Existem tantos tipos de sapato para se escolher nas lojas que a gente nem sabe por onde
começar. Caso seu orçamento esteja apertado e você precise de um par que combine
com todo o seu guarda-roupa, escolha sapatos marrons ou pretos. São versáteis e podem
ser usados com roupas de praticamente qualquer cor. Tonalidades específicas,
escolhidas com uma única peça de roupa em mente, têm a tendência de só combinar
com aquela roupa.
                                                     
 Dica das Estrelas:
Após um dia duro de compras, seus pés estarão inchados e, portanto, maiores do que o
normal. Tenha isso em mente. Se os sapatos estão justos, ficarão muito piores após uma
noite na danceteria. Podem, também, ficar folgados quando você estiver parada. Se
você sabe que vai usar bastante os sapatos, certifique-se de que são confortáveis. Não é
agradável passar muito tempo “amaciando” o sapato. Provavelmente isso vai demorar
meses, pois você terá de esperar as bolhas sararem antes de usar o sapato novamente
(para formar novas bolhas!).

Os sapatos de couro são os melhores para os pés, deixando-os respirar. Então, caso seus
pés tenham tendência a apresentar odores fortes, couro é o mais indicado. Sapatos desse
material são também mais duros e mais caros do que os feitos de materiais sintéticos. Se
você quer investir num sapato de salto, e seus pais deixarem, seja sensata e realista na
escolha. Você se enxerga correndo, de salto, atrás de um ônibus? A escola vai deixar
que você os use? Se você quiser mesmo usar saltos altos, comece com um que não seja
exagerado, mesmo que você deseje parecer uma estrela de rock que usa plataformas. O
melhor é ir se acostumando aos poucos, em vez de parecer uma boba, tropeçando em
saltos enormes. Lembre-se, também, de que saltos altos tendem a apertar os dedos dos
pés mais do que sapatos baixos. Além disso, fazem mal à sua postura e às costas.
                                                               
Acessórios demais
Da mesma forma que os sapatos, certos acessórios, como joias e bijuterias, lenços e
adornos para o cabelo, podem transformar uma roupa. Não exagere, contudo, ou você
pode ficar parecendo uma “árvore de Natal”. Se possível, mantenha um padrão de cor,
para que o visual todo tenha uma certa uniformidade. O melhor é utilizar só um
acessório de destaque por vez. Por exemplo, se você usar brincos grandes, não precisará
de colar ou pulseiras, e se usar um lenço no pescoço, não precisará de outro no cabelo.
Embora exista uma grande variedade de brincos de pressão, você provavelmente vai
querer furar as orelhas (aliás, é bem provável que você já o tenha feito). Caso ainda não
as tenha furado, é bom conversar com seus pais antes de fazê-lo. E vá a um lugar
decente, que seja higiênico. A moda agora é furar a orelha com uma pistola de pressão,
que é rápida e higiênica e que prega uma tachinha o lóbulo da sua orelha. Isso não dói,
mas pode arder um pouco. Se você tem a pele sensível, pode ter de usar brincos de ouro
e prata, que não costumam causar reações alérgicas. Nunca, de forma alguma, fure suas
orelhas você mesma!
                                                               
                                                            Capítulo 8
                                   UM BOTÃO DE ROSA – TÍMIDA DE MATAR

A puberdade é uma fase muito difícil, pois você está se desenvolvendo física e
emocionalmente. É fácil perder a noção das coisas, ficar sem rumo. Como você se sente
um pouco insegura sobre o que está lhe acontecendo, acaba ficando insegura sobre si
mesma. Agora, que já está chegando ao fim deste livro, você já deve estar mais à
vontade com sua aparência, ou pelo menos já tem uma ideia do que fazer para conseguir
o melhor com o que a natureza lhe deu. Se nós conseguimos ficar bem com nossa
aparência, é provável que fiquemos bem com tudo o mais.
Veja se você já passou por situações em que:

• ficou com as bochechas, pescoço e peito vermelhos;
• o coração começou a bater mais forte;
• começou a gaguejar;
• não conseguia falar uma frase completa – ou até mesmo não conseguia falar nada;
• teve dificuldades para respirar;
• ficou atormentada, com as mãos suando.

Se já passou por isso, é porque você, quase com certeza, é tímida. Na verdade, todo
mundo é. Existem poucos adolescentes, e até mesmo adultos, que não se sentem tímidos
uma vez ou outra. Contudo, existem diversas formas de superar a timidez.
                                   
SUPERANDO A TIMIDEZ
Todos agem de maneira diferente no conforto do próprio lar, porque se sentem seguros
e tranquilos por estarem num ambiente conhecido. É quando você tem de sair, enfrentar
situações novas e conhecer pessoas, que o problema surge.

Sinta-se confortável consigo mesma
Observe-se. Pense no que tem de bom, tanto na aparência quanto na personalidade.
Todo mundo tem características boas, mesmo pensando que estas são superadas pelas
más! Pare de sentir pena de si mesma e encontre uma razão para se sentir bem. Este é o
primeiro e maior obstáculo para superar a timidez. Mas isso é fácil!
                               
Pensamento positivo
Se você ficar achando que ninguém vai querer conversar com você, ou que é realmente
feia, que vai ter uma experiência terrível, e todo esse tipo de coisas, é provável que tudo
isso aconteça mesmo! Por outro lado, se você adotar uma visão mais otimista, tendo a
mais tênue esperança de que se sairá bem, então será isso que irá acontecer. O poder do
pensamento positivo é espantoso, e a autoconfiança lhe dará uma nova ideia de si
mesma.
                                                         
Disfarce a sua timidez
Comece a pensar em si mesma como uma atriz. Invente uma segunda personalidade, a
Srta. Rainha do Charme, e procure acalmar a tremedeira dentro de si, externando um
semblante calmo e confiante. Você se lembra da última vez em que quase morreu de
timidez? Da próxima vez, quando sentir o “ataque” chegando, respire fundo e sorria.
Enganará a todos, pois pensarão que você está muito bem. Tente direcionar seu sorriso
para outra pessoa no ambiente, de preferência alguém que esteja sozinho e pareça tão tímido quando você. Ao fazer isso, a outra pessoa se sentirá melhor, o que provocará o
mesmo efeito em você.
                                                                   
O que seu corpo diz
Linguagem corporal é toda uma série de sinais não-falados, e frequentemente
subconscientes, emitidos pela sua aparência, postura e gestos. Esses sinais podem
revelar seus sentimentos mais íntimos.
Mesmo que você se sinta tímida, pode desenvolver uma linguagem corporal positiva.
Sorrir, por exemplo, é um dos recursos mais naturais e simples (embora ficar sorrindo à
toa possa ser bem estranho!). Sorrir diminui sua pressão sanguínea, fazendo você se
sentir melhor também do ponto de vista médico. Veja, a seguir, mais alguns exemplos
de linguagem corporal positiva e negativa. Talvez você costume emitir alguns sinais
“pesados” sem saber!

Linguagem Corporal Positiva:
• sorrir;
• colocar as mãos relaxadas sobre os joelhos (descruzados);
• olhar para as pessoas nos olhos;
• ficar ereta, olhando para as pessoas com quem está conversando.

Linguagem Corporal Negativa:
• fechar a cara (franzir testa, etc.);
• cruzar braços e pernas, comprimindo-os;
• evitar olhar os outros nos olhos;
• ficar de lado para a pessoa com quem está conversando;
• ficar com as mãos no rosto;
• colocar as mãos na frente da boca;
• mãos nos bolsos;
• ficar mexendo em anéis, pulseiras ou roupa;
• ombros curvados.

Quando perceber que está emitindo sinais negativos, procure mudá-los na mesma hora.
Do contrário, talvez seja melhor você colocar um letreiro brilhante de néon na cabeça
dizendo “Estou nervosa!”.
Estando tranquila e relaxada, você parecerá mais confiante, o que convidará as outras
pessoas a se aproximarem para conhecê-la melhor. Assim, metade da batalha estará
ganha.
                                             
Pare de pensar em você mesma
Você pode se preocupar, pensando que todos estão olhando para você, mas não estão.
Todos estão muito ocupados pensando em si mesmos. E, provavelmente, estão tão
nervosos quanto você. Repare nas outras pessoas ou concentre-se em qualquer outra
coisa que não seja você mesma. Mas tente parecer simpática ao fazer isso. Você não
quer que os outros se sintam ainda mais desconfortáveis, certo? Então, tranquilize-os
externando um semblante calmo e amigável. Assim, os outros vão querer conhecê-la
melhor, para saber o que existe por trás dessa aparência calma, descobrindo a verdadeira
pessoa que você é, em vez de se assustarem com uma garota carrancuda e brava (pelo
menos na aparência).
                                                           
SEJA FESTEIRA
As festas são situações realmente assustadoras. Lembre-se de todas as dicas anteriores.
Uma festa é a ocasião perfeita para praticar.
Aceitar um convite para uma festa, quando seus joelhos balançam só de pensar nisso,
pode ser uma das coisas mais difíceis de fazer. Mas com certeza também será uma das
atitudes mais corajosas. Se você se forçar a ir, outra parte da batalha já estará ganha.
Você se acostumará com a situação e nunca mais terá medo dela, começando a se
divertir cada vez mais.
                                                       
Iniciando uma conversa
O jeito mais fácil de estabelecer um diálogo é participar de uma conversa que já esteja
rolando. Espere até que surja um assunto sobre o qual você possa dar uma opinião.
Respire fundo, limpe a garganta e fale.
Tente não se preocupar consigo mesma, nem com o fato de que suas bochechas estão
vermelhas, que sua voz está falseando, que você está se movendo como se estivesse
possuída e que sua língua está tão seca que parece o Deserto do Saara!
Faça perguntas, tenha alguns “trunfos” prontos para quando surgir a oportunidade:

• Onde você estuda/Qual a sua classe?
• De onde você conhece o dono/a dona da festa?
• Conhece mais alguém daqui?

Todo mundo adora falar de si próprio. Entretanto, não fale demais sobre você mesma,
ou vai chatear sua plateia. Em vez disso, procure se interessar pelos outros. Faça
perguntas cujas respostas não sejam simplesmente “sim” ou “não”. Responda ao que lhe
perguntarem e faça novas perguntas. Sem perceber, você estará conversando. Ou então,
a pessoa quem você está falando é ainda mais tímida que você!
                             
 Falando com os meninos
Se acontecer de você estar conversando com uma pessoa do sexo oposto, então pode ser
que você fique um pouquinho mais nervosa – principalmente se ele tem sido o garoto
dos seus sonhos nos últimos seis meses. Não exagere em parecer a Srta. Bacana, só para
impressioná-lo. Isso pode atrapalhar tudo, pois ele provavelmente vai se sentir
intimidado por seu excesso de confiança e vai cair fora. Não se preocupe, também, se
você não é tão bonita quanto sua melhor amiga. O garoto não está conversando com ela,
e sim com você! Cada pessoa tem um gosto. Só porque você acha que sua amiga é
maravilhosa, isso não quer dizer que todos pensem o mesmo. Se você e o garoto têm
algumas afinidades, ele pode se interessar por você.
Garotos são “animais” estranhos. Dificilmente eles reparam em penteados, roupas da
moda, maquiagem e espinhas – afinal, estas também são comuns na vida deles! O que
vale mesmo é o que você tem dentro de si. Sendo você mesma, e se sentindo bem com
isso, os outros também se sentirão bem perto de você.
Os meninos não são, na verdade, uma forma de vida extraterrestre. Eles são apenas
humanos, e nem sempre estão no controle da situação, embora pareçam estar. O que
eles merecem é indicação para o Oscar de melhor ator!
Pessoas tímidas dificilmente falam do que querem e não querem, simplesmente porque
têm medo. É de seu próprio interesse, e extremamente importante, que você se expresse.
Isso pode parecer sem importância, mas, às vezes, o simples fato de conseguir dizer
“não” pode livrar você de um monte de problemas, especialmente com relação aos homens. Se você não concordar com algo, diga. Faça um esforço para não ser
manipulada ou forçada a fazer coisas que não quer ou que não sabe se quer. Defenda-se.
Superar a timidez não é fácil. A pessoa precisa ser muito mais corajosa para enfrentar
seus problemas e tentar resolvê-los do que para ignorar a situação e deixar tudo como
está. A timidez pode dominar e até mesmo arruinar sua vida, se você deixar. Ela pode se
constituir em uma série constante de batalhas na qual você terá de lutar durante toda a
vida. Contudo, quanto mais você tentar superar a timidez, mais sucesso terá, até chegar
o momento em que vai querer conhecer novas pessoas! Pergunte a seus pais,
professores e amigos sobre soluções que eles encontram para superar a timidez. Talvez
você consiga algumas boas dicas. O que quer que você faça, não fique parada esperando
que as coisas aconteçam com você. Vá à luta e divirta-se, enquanto faz as coisas
acontecerem! Você tem o controle do seu próprio destino. Tudo depende de você, e de
ninguém mais. Então, o que está esperando? Boa sorte!
                                                       
                                TESTE DE AUTOCONFIANÇA
E então, você acha que está no comando? Faça o teste a seguir para ter certeza!
                                   
 Você olha no espelho. Sinceramente, o que vê?
a) Um monte de banha com espinhas.
b) Apenas eu mesma.
c) Uma garota de estatura e peso médios, com cabelo médio e um pouco de acne.
d) A garota mais linda que eu conheço.
                                   
 Você está num lugar cheio de gente e um cara supergato sorri para você. O que
você pensa?
a) Ele deve achar que eu sou outra pessoa.
b) Ele está rindo de mim ou tem a boca torta!
c) Ooooh! Ele é lindo! – e aí sorri de volta.
d) Você sorri, acena freneticamente e grita: “Qual o seu nome, gostoso? Está sempre
por aqui?”.
                   
 O que você tem de bom?
a) Você disse “bom”?
b) Devo ter algo de bom escondido dentro de toda esta gordura.
c) Algumas coisas, mas a maioria não dá para ver.
d) Por onde você quer que eu comece? Tem 20 minutos para me ouvir?
                           
Você está numa festa, com a perna engessada. Um garoto lhe convida para dançar.
O que você diz?
a) Nada, os dois estão rindo demais.
b) “Engraçadinho!”, e depois acerta ele com a muleta.
c) Diz sim e fica, desesperada, dançando numa perna só por uma hora.
d) “Bem que eu gostaria. Quer trocar por um passeio de muleta?”
                           
 Alguém lhe faz um elogio de verdade. O que você responde?
a) “Quanto meu pai e minha mãe pagaram a você para dizer isso?”
b) “Obrigada, eu sei.”
c) “Puxa, obrigada! Você também...”
d) “Hummm... Mesmo? Legal!”
                               
                                                     Respostas

Confira suas respostas, observando qual alternativa você assinalou mais vezes, e veja a
seguir como você se saiu.

Alternativa a)
Você se despreza demais.

Alternativa b)
Você existe?

Alternativa c)
Muito potencial, mas ainda se depreciando.

Alternativa d)
Maravilha! A combinação perfeita! Com certeza você leu esse livro do começo ao fim e
de trás para frente!




                                                                             FIM!

Nenhum comentário:

Postar um comentário